Início Arquivo

Em frente ao futuro

«A ARCOtêxteis vai realmente liderar o projecto de rede de cooperação entre seis empresas portuguesas, que operam desde o sector do vestuário até ao do calçado, passando pela marroquinaria, para desenvolver duas marcas de dimensão mundial», revela Alfredo Alexandre Rezende ao Jornal Têxtil.«Este projecto engloba ainda a criação de uma rede de comercialização com lojas próprias, que será iniciada no mercado ibérico».  

 

Desta forma, o administrador da ARCOtêxteis põe termo a semanas de especulações que têm surgido sobre este tema desde que o próprio ministro da Economia Carlos Tavares fez uma alusão ao mesmo durante a apresentação do programa Dínamo no decorrer da “Semana Têxtil”. No entanto, Alfredo Rezende escusa-se a confirmar de momento os nomes das marcas em questão, mas adianta que inicialmente apenas será explorada uma, sustentada num conceito global topo de gama destinado ao homem actual.

Fundada em 1923, a ARCOtêxteis é hoje uma moderna empresa vertical, que há menos de três anos implantou duas unidades – a ARCOfio e a ARCOtinto – dotadas da tecnologia mais avançada. Com efeito, a ARCOfio encontra-se equipada com o inovador sistema de fiação de fios compactos Com4®, desenvolvido pela empresa suíça Rieter. Este sistema permite nomeadamente a fabricação de fios mais resistentes e com menos pilosidade do que o fio obtido no contínuo de anel tradicional. Por seu lado, a ARCOtinto é uma unidade de tingimento completamente robotizada e automatizada. Além da fiação, tecelagem, tinturaria e acabamentos, a empresa tem ultimamente vindo a apostar cada vez mais na confecção dos seus artigos sob marcas próprias. Com cerca de 800 trabalhadores, a ARCOtêxteis facturou no ano transacto 43 milhões de euros e obteve lucros de 600 mil euros.