Início Notícias Tecnologia

Empresas abrem portas à digitalização

A digitalização da economia está a trazer novos desafios para os negócios, que têm de estar atualizados para se manterem competitivos no mercado. MyPartner, Lectra, F3M, Gerber Technology e bwd têm novidades que podem melhorar a forma como as empresas da indústria têxtil e vestuário conduzem o seu dia a dia.

Neste âmbito, a myPartner destaca a solução Dynamics 365 Business Central for Fashion, que já é usado por mais de 400 profissionais em Portugal. O software foi «criado para melhorar a sua competitividade e sustentabilidade», libertando o utilizador de «processos redundantes para dar azo à criatividade e inovação» e, dessa forma, «surpreender o exigente consumidor atual», destaca no suplemento Guia das Empresas, publicado na edição de janeiro do Jornal Têxtil.

Já a Lectra apresenta o que chama de «primeira solução completa de personalização para a moda», batizada Fashion on Demand by Lectra. De acordo com a multinacional de origem francesa, a solução «automatiza a cadeia de fornecimento, proporcionando à sua empresa rapidez e a agilidade que a produção personalizada de vestuário requer».

A F3M, por sua vez, revela uma nova plataforma de gestão integrada para confeções que, entre outras coisas, permite «flexibilidade e adaptação a diferentes processos produtivos» e «agilidade e simplicidade de acesso à informação». Através desta solução completamente sediada na Internet, é possível definir detalhadamente o produto e controlar todo o processo produtivo, assim como fazer a gestão de stocks e de compras e controlar a subcontratação.

Anunciando a presença na próxima edição da Texprocess em Frankfurt, de 14 a 17 de maio, a Gerber Technology realça as suas soluções digitais que «inter-relacionam dados, software e máquinas inteligentes, ajudando-o a ir mais além do que até agora». YuniquePLM, AccuMark e AccuPlan fazem parte das tecnologias oferecidas pela multinacional de origem americana.

Por último, a bwd destaca os seus 30 anos de experiência no apoio às empresas. «Na bwd sabemos que investir em ferramentas não é suficiente para que a transformação digital se concretize. Para uma indústria têxtil tão tradicional como fortemente inovadora e competitiva, somente com especialistas experimentados como os da bwd será possível a construção de uma estratégia digital sólida e de longo prazo», sublinha.

Conheça em mais detalhe as soluções apresentadas por estas empresas no suplemento Guia das Empresas, publicado na edição de janeiro do Jornal Têxtil.