Início Arquivo

Eternos clássicos

Quando aHermès anunciou, no ano passado, que tinha contratado o excêntrico Jean-Paul Gaultier para desenhar a linha feminina de vestuário, houve quem questionasse o bom senso da reputada companhia francesa.

No entanto, essas vozes calaram-se depois de Gaultier ter apresentado a colecçãoprêt-à-porter daHermès para este Outono-Inverno.

AHermès costumava apresentar os seus desfiles na loja mais importante da marca, situada na Rue du Faubourg Saint-Honoré, mas com a chegada do controverso estilista tudo mudou.

Assim, a mais recente colecção daHermès foi apresentada na École Militaire de Paris, transformada num hangar salpicado de feno e requintados lustres de cristal!

Jean-Paul Gaultier, que já declarara querer dar à marca “um toque mais feminino”, inspirou-se nos (sempre) clássicos lenços estampados, criados em 1937 por Emile Hermès, tornando-os elementos essenciais de várias peças de roupa, sejam elas saias, camisas ou vestidos.

Nesta estação, ocarréHermès em seda natural, é uma peça fundamental para qualquer mulher que se considere elegante.

Ao longo da sua história, a prestigiada marca gaulesa assinou mais de 950 desenhos de lenços, mas foi apenas nos anos 60 que este produto triunfou no mercado internacional, com vendas anuais superiores a 200.000 exemplares…