Início Notícias Marcas

Etseo exalta beleza masculina

Nasceu, este ano, com a pretensão de se transformar numa marca global. A Etseo quer quebrar a monotonia e afastar-se de estereótipos machistas e de masculinidade tóxica com propostas de roupa interior arrojadas para tornar o homem mais bonito.

[©Etseo]

A Etseo nasceu em Lisboa, «na cidade mais a ocidente na Europa Continental», salienta Jorge Santana. «Como portugueses que somos, estamos voltados para Oeste e por isso a marca Etseo representa a palavra Oeste, lido de trás para a frente», explica ao Portugal Têxtil.

Quebrar a monotonia na forma, cor e textura são os principais objetivos da nova marca de roupa interior masculina que quer embelezar o homem. «Consideramos que o homem tem direito, assim como a mulher, a vestir roupa interior bonita e de qualidade», afirma.

[©Etseo]
Assumidamente «uma marca feminista», a Etseo quer «dar ao homem a oportunidade de retribuir à mulher, em beleza, toda a pulcritude que dela tem recebido. Se a mulher é pressionada diariamente para aparecer bonita, no trabalho, nas reuniões, em casa, na rua, nos média…não deverá o homem estar também sujeito a essa regra?», questiona o fundador da marca, que pretende ter a mulher como cliente.

A insígnia defende a igualdade de género, os mesmos direitos, deveres e oportunidades. «Fugimos de estereótipos machistas e da masculinidade tóxica. Os nossos produtos são reflexo dessa visão. O homem tem a obrigação de respeitar a mulher na integração social, em casa e no emprego, na igualdade de oportunidades. E isso implica, também, que o homem tem a obrigação de se apresentar bonito e bem cuidado à mulher pois afinal de contas a mulher tem suportado, sozinha, o ónus da beleza. Achamos que a nossa marca e os nossos produtos podem ser úteis neste objetivo», considera Jorge Santana.

Uma marca global

Equacionada para o mercado global, o empresário definiu logo na sua estratégia alavancar a marca para toda a União Europeia com um site inteiramente em inglês.

[©Etseo]
Apesar de recente, o projeto «está a suscitar muito interesse do público, que nos tem chegado mais rápido do que esperávamos. Mas há muito trabalho a fazer, principalmente na exposição da marca em outros países da UE, como os mercados nórdicos, por exemplo, onde esperamos encontrar um público mais tolerante à inovação estética», revela Jorge Santana, que tenciona, num futuro próximo, avançar as vendas para os EUA, Japão, Coreia do Sul e Reino Unido.

Com 13 linhas de produto, que vão desde as mais convencionais, práticas e confortáveis às de alta gama e com transparências, brilhos ou motivos florais, todas as propostas da Etseo são fabricadas num atelier em Lisboa e as matérias-primas compradas a empresas europeias. «Os elásticos e as etiquetas em Portugal, os tecidos em Itália, Espanha e Áustria», aponta o fundador, que no futuro gostaria de ver a marca a lançar uma linha de swimwear.