Início Destaques

F3M coloca têxtil online

A solução tecnológica PRODUZ permite que as empresas façam a gestão online do processo de produção. Um software que está a ser cada vez mais adotado pelo sector e para o qual a F3M, que já investiu um milhão de euros no seu desenvolvimento, está a preparar novidades.

PRODUZ

A solução PRODUZ permite atividades como gerir compras e stocks, monitorizar o cálculo de necessidades e custos previsionais e reais ou controlar operações de subcontratação.

«Uma das principais vantagens em trabalhar com este software está relacionada com a sua flexibilidade e elevada capacidade de adaptação a qualquer processo produtivo», explica João Oliveira, responsável pela área têxtil na F3M. «Além disso, é uma solução muito fácil de utilizar, intuitiva e segura. Estes critérios são cada vez mais valorizados pelos profissionais», esclarece. «Depois temos também a questão do controlo e da rastreabilidade. Com este software, conseguimos ter acesso, em tempo real, a todas as encomendas, à movimentação dos produtos entre as várias fábricas de uma mesma empresa, às expedições e aos dados de faturação e recebimento», adianta João Oliveira.

Ao Portugal Têxtil, o responsável indica que o software «foi desenvolvido de raiz para permitir a integração com outras soluções complementares, tornando o processo simples», estando atualmente integrado «com equipamentos de corte e com aplicações de gestão da contabilidade».

A F3M, que já investiu um milhão de euros nesta solução tecnológica, tem ainda «em curso um projeto para desenvolvimento de uma plataforma de interoperabilidade entre as empresas do sector, que permitirá alargar a integração dos sistemas das empresas que intervêm na cadeia de produção, automatizando a comunicação de informação», anuncia João Oliveira. «Este serviço diminuirá o tempo de comunicação da informação, aumentará a qualidade da mesma e o conhecimento do estado do processo produtivo como um todo», acrescenta. «Esperam-se ganhos de planeamento e prazos de entrega, redução de custos e aumento da produtividade», enumera.

João Oliveira

A solução está a ser mais procurada «como resposta a um mercado cada vez mais digital, sobretudo em tempos de pandemia», refere a empresa, que além do PRODUZ tem várias outras soluções tecnológicas para o sector têxtil, nomeadamente para a gestão de feiras, esta última já aplicada pela NGS Malhas.

«Nesta área de negócio, a F3M conta com várias dezenas de clientes a utilizar as nossas ferramentas de gestão de produção para o sector do têxtil e do vestuário. O PRODUZ representa já uma percentagem significativa das nossas implementações. Além disso, temos em curso vários processos de evolução, de migração de soluções anteriores para esta nova solução», afirma João Oliveira.

Atualmente, a solução está a ser implementada apenas em Portugal, mas a F3M, que tem igualmente atividade em Espanha, França, Luxemburgo, Alemanha, Brasil, Angola, Moçambique Botswana e Zimbabué não coloca de parte a internacionalização. «Estamos disponíveis para desafios, como tem vindo a acontecer frequentemente, que os nossos clientes ou outras entidades nos possam lançar para trabalhar além fronteiras», conclui o responsável pela área têxtil na F3M.