Início Notícias Têxtil

Fabric Days adiada para março

A segunda edição do certame alemão, que se estreou em setembro para responder à impossibilidade de realizar a habitual Munich Fabric Start, abandonou as datas de janeiro em favor das maiores certezas cinco semanas depois. As propostas de tecidos para a primavera-verão 2022 serão, assim, apresentadas de 2 a 4 de março.

[©Munich Fabric Start]

Segundo a organização, com base nas atuais taxas de infeção e na situação na Europa, o governo alemão estendeu as medidas de contingência e, como tal, a probabilidade da Fabric Days receber aprovação para se realizar no final de janeiro diminuiu. «Estes prazos são demasiado curtos para esperar que as condições melhorem como aconteceu antes da nossa edição em setembro de 2020», considera a organização. «O risco de cancelamento em cima da hora é demasiado grande, o que não nos deixaria margem para uma ação alternativa», acrescenta.

Por isso mesmo, a Fabric Days, que em Portugal é representada por Tânia Mutert de Barros, alterou as suas datas. «Se olharmos de forma realista para as próximas semanas com o conhecimento e experiência ganhos nos últimos meses, a data de 26 a 28 de janeiro de 2021 da Fabric Days já não é justificável perante os nossos expositores, visitantes e todos os contribuidores», sustenta Sebastian Klinder, diretor-geral da Munich Fabric Start. «Com base nestes factos, sentimo-nos obrigados a adiar a Fabric Days em cinco semanas, para 2 a 4 de março», anuncia.

Num email enviado aos expositores, Sebastian Klinder disse ainda «compreender que esta data não corresponder o habitual ritmo das coleções» e que «pode parecer um pouco tardia para alguns. Contudo, pretendemos repetir convosco na próxima estação o que conseguimos juntos em setembro. E também fornecer uma plataforma para os que querem e podem apresentar as suas coleções em Munique».

Sebastian Klinder [©Munich Fabric Start]
O feedback inicial em relação às novas datas tem sido, de acordo com a organização, «positivo e compreensivo», o que, acredita, comprova a boa resposta que a Fabric Days teve. «A necessidade de um evento físico em Munique ainda é elevado», sublinha o comunicado da organização, que antecipa a presença de cerca de 300 expositores internacionais na feira de tecidos.

O diretor-geral da feira revela também que «nas últimas semanas desenvolvemos um novo formato» para a antecipação de tendências, com o Trend Space a dever surgir online brevemente com novas informações exclusivas para a primavera-verão 2022 e a visão de especialistas em tendências como David Shah, Li Edelkoort e a Peclers Paris.

A edição de setembro da Fabric Days, a primeira deste formato mais reduzido da Munich Fabric Start, contou com cerca de 300 produtores de tecidos – incluindo os portugueses Albano Morgado, Fitecom, La Estampa, Modelmalhas, OTS Otojal Group, Paulo de Oliveira, Riopele, Sanmartin, Somelos Tecidos, Tessimax, Troficolor e Vilartex – e acolheu a visita de aproximadamente 3.600 visitantes de 30 países, em representação de 1.300 empresas, entre as quais a Adidas, Gerry Weber, Hugo Boss, Puma e Vetements.