Início Notícias Tecnologia

Farfetch prepara revolução

A 12 de abril, a plataforma de comércio eletrónico Farfetch, liderada pelo empresário português José Neves, vai unir forças com os líderes da indústria para lançar a “loja do futuro”, num evento batizado “FarfetchOS”, no Design Museum, em Londres.

Fundada em 2008, a Farfetch coloca os consumidores em contacto com 1.500 designers à volta do globo e agrega hoje mais de 500 boutiques de luxo, incluindo a L’Eclaireur em Paris, a Maxfield em Los Angeles e a Fivestory em Nova Iorque (ver Historial de luxo).

Em 2017, a startup prepara-se para avançar aquilo que será o futuro do retalho.

De acordo com a informação já adiantada pela empresa em comunicado, o conceito da “loja do futuro”, que será apresentado em pareceria com alguns rostos conhecidos do sector do luxo, tem como principal objetivo mudar a forma como os retalhistas e as marcas comunicam com os consumidores – através, claro está, da interseção de diferentes tecnologias.

O evento agendado para o dia 12 de abril pretende assim disponibilizar soluções-chave para os retalhistas de forma a facilitar o crescimento e promover a inovação no negócio, até porque, como afirma a empresa, «a tecnologia não deve ser um truque». «Aplicada corretamente pode dar um novo significado ao luxo e cimentar a relevância de uma marca junto da próxima geração», explica.

A par das mentes visionárias da equipa Farfetch, o evento a ser recebido pelo londrino Design Museum vai contar com a presença de vários líderes da indústria para o lançamento de iniciativas. «O evento inaugural “FarfetchOS” será um dia de lançamentos revolucionários e de conversas que irão providenciar soluções para equipar os negócios para o sucesso contínuo e futuro», destaca o comunicado.

Ainda que se aguardem mais pormenores sobre a “FarfetchOS” – os palestrantes e a agenda final serão revelados ao longo das próximas semanas –, sabe-se já que a ordem de trabalhos do evento inclui: experimentar o lançamento de inovações de retalho que aprimoram de forma transparente a jornada do cliente; saber como equilibrar o melhor dos dois mundos do retalho e criar uma experiência de luxo integrada; conhecer os millennials, os novos consumidores do luxo; perceber como a inovação disruptiva está a influenciar e a moldar o futuro do luxo.

José Neves fundou a primeira empresa de software quando tinha 19 anos (ver A educação de Neves), enquanto estudava economia na Universidade do Porto e hoje gere um negócio que já acumulou investimentos na ordem dos 305 milhões de dólares, estando atualmente avaliado em cerca de 1,5 mil milhões de dólares (ver Farfetch vale mil milhões).