Início Arquivo

Fashion China apresenta balanço

A terceira edição da Fashion China, organizada pela IGEDO Company, que decorreu de 22 a 24 de Agosto, em Xangai, encerrou com resultados positivos. Segundo dados da organização do certame, mais de 8.000 visitantes marcaram presença na Fashion China, facto que confirmou a feira de moda de Xangai como uma importante plataforma para a concretização de negócios de moda com os responsáveis pelas decisões no mercado de vestuário chinês. Um total de mais de 8.000 visitantes profissionais foram registados na Fashion China, 7.000 dos quais oriundos de todas as províncias da China, enquanto os restantes viajaram de outros países, como Taiwan, Japão, Filipinas, Austrália e Nova Zelândia. Segundo declarações dos expositores, a qualidade dos visitantes melhorou consideravelmente em comparação com a edição do ano anterior, tendo a feira realçado o perfil de ponto de reunião para executivos. Expositores e visitantes registaram uma melhoria considerável no “layout” e “design” da feira, que estiveram à altura dos padrões europeus de exibição. Segundo 25% dos 120 expositores presentes, os europeus exprimiram a sua satisfação com os negócios concluídos. O foco desta edição da Fashion China esteve centrado na moda feminina, embora a moda masculina e infantil também tenham beneficiado da colocação de encomendas. A mercadoria de médio e de mais alto preço foi bastante procurada, e mesmo as gamas exclusivas foram alvo de uma forte procura. As silhuetas elegantes com “looks” que realçavam o corpo foram extremamente apreciadas neste certame. Os estilos favoritos incluíam os novos fatos de calças e casaco para senhoras e os fatos formais para homem. Na roupa infantil, a cor foi o nome do jogo. Paralelamente, realizou-se o Fashion China Trend Show, ponto de partida do panorama geral da nova moda Primavera-Verão 2002, e que contou com a participação de nomes como Ricard Pells, Lemmi Fashion e Stellmann. Em síntese, a Fashion China confirmou-se como uma ponte entre o Ocidente e o Oriente.