Início Notícias Marcas

Ferramenta do futuro

Marcas de moda, retalhistas e influenciadores de opinião estão rapidamente a tornar-se nos mais precoces criativos adotantes do aplicativo de transmissão em direto Periscope, antecipando-se para uma adesão em massa.

Se existe um aplicativo que merece particular atenção neste momento, é o Periscope. Lançado em março de 2015, este é um aplicativo de transmissão em tempo-real, detido pelo Twitter, que permite aos utilizadores assistirem e criarem transmissões de vídeo em tempo-real, sem qualquer tipo de filtragem ou edição. O aplicativo está associado ao perfil do Twitter do usuário e instantaneamente notifica os seguidores da publicação de conteúdos ao vivo, aos quais os utilizadores podem assistir através do Twitter ou do aplicativo.

Este último permite, também, aos utilizadores interagir diretamente uns com os outros através de uma função sobreposta à imagem-vídeo e mostrar apreciação, numa função semelhante ao botão “gosto” do Facebook. Nos 10 dias subsequentes ao lançamento, o Periscope reuniu um milhão de utilizadores. Foi um começo auspicioso, mas o facto de essa ser apenas uma pequena parcela dos 300 milhões de utilizadores ativos do Twitter, prova que tem muito espaço para crescer.

O seu maior concorrente, o Meerkat, também recebeu muita atenção da imprensa aquando do seu lançamento próximo ao festival SXSW mas, apesar de ter atraído 14 milhões de dólares de financiamento, parece estar a perder a favor da integração unificada de Periscope com o Twitter, cujo design é mais intuitivo. Marcas, editores e influenciadores de opiniões estão a tomar notas. A candidata presidencial americana Hilary Clinton transmitiu o seu primeiro grande comício de campanha recentemente através deste aplicativo, enquanto o site de tecnologia Mashable tem usado diariamente esta ferramenta na exploração de histórias. A indústria da moda rapidamente aderiu a esta nova tendência e está prestes a estender o Periscope a uma adoção mais ampla.

Eventos em tempo-real
A decisão do Twitter de rumar ao universo da transmissão-vídeo em direto era inevitável, considerando o papel da plataforma social na forma como os eventos em tempo-real são agora comunicados. A melhoria dos conteúdos de vídeo em todos os meios de comunicação social tem permitido à plataforma expandir o seu alcance e domínio na comunicação instantânea e comentários.

Poder testemunhar um evento em primeira-mão, supera a experiência de ler sobre ele num tweet de 140 caracteres. Para aqueles que não podem aceder a este tipo de experiências, é a mais-valia de um vídeo gravado em formato de primeira-pessoa, que explica o poder do Periscope. A transmissão de vídeos em tempo-real e a clarificação das melhores estratégias para este conteúdo representa uma mudança para a indústria da moda, começando-se a entranhar. Exemplos recentes de execuções bem-sucedidas incluem a transmissão do brunch de abertura do evento London Collections: Men S/S 16, organizado pelo Conselho Britânico da Moda, assim como a transmissão em direto do concerto da banda Bully, organizado pela marca Urban Outfitters, durante a festa de lançamento do Festival Northside, em Brooklyn, Nova Iorque.

Substituto do futuro
Em setembro, a temporada das semanas da moda mundiais marcará o momento de crescimento do aplicativo Periscope no universo da moda. A retalhista de luxo britânico e campeã da inovação digital Burberry foi uma das primeiras a utilizar a plataforma, apresentando a sua coleção resort em Los Angeles no passado mês de abril. Somando-se ao seu histórico de utilização do aplicativo Snapchat, a Burberry apresentou uma visão de bastidores e da passerelle, providenciando acesso em tempo-real. A Marc Jacobs é a mais recente marca de moda feminina de luxo a usar o Periscope, utilizando simultaneamente o aplicativo para transmitir a sua coleção resort em Nova Iorque.

Com o declínio do modo mais formal (e caro) de transmissão em direto na última temporada, o Periscope poderá atrair marcas com orçamentos mais reduzidos ou que procuram tecnologias mais justificáveis em termos de retorno do investimento ou envolvimento. Para muitos, este será um acréscimo ao fluxo comum, mas para outros poderá atuar como um seu substituto. A diretora-executiva da revista Tank, Caroline Issa, iniciou recentemente a transmissão em direto de desfiles, como o de Christopher Raeburn e Craig Green, durante a semana de moda masculina London Collections: Men, proporcionando um olhar sobre a forma como os editores e criadores de opinião se estão a preparar para o mês da moda feminina em setembro.

Visão privilegiada
Inspirando-se nas estratégias adotadas pelo aplicativo similar Snapchat, que começa a ganhar popularidade, as marcas de moda, retalhistas e ditadores de opinião estão a experimentar novas formas de interatividade, numa tentativa de cada vez mais envolver o consumidor. A modelo Caroline de Maigret transmitiu uma perspetiva de bastidores da sessão fotográfica em que participou recentemente. Também as marcas DKNY e Nasty Gal se estrearam no uso do aplicativo, transmitindo, respetivamente, aos seus seguidores uma breve perspetiva do seu guarda-roupa e uma visita guiada acompanhada pela designer Alice McCall.

A plataforma de compras digital asos.com tem usado o Snapchat para transmitir entrevistas na passadeira vermelha, em eventos como a Semana da Moda da Austrália, e até o momento em que o CEO da empresa desceu em rappel a frontaria da sede da Asos, dando aos seguidores um olhar em primeira-mão das muitas novidades da retalhista. A partir da perspetiva de uma publicação de moda, a Marie Claire começou a testar o aplicativo recentemente, quando um dos seus editores transmitiu a bordo de um avião, rumo a uma conferência de imprensa da marca Lilly Pulitzer. No futuro, a atenção estará sobre todos aqueles que respondem a questões e comentários em tempo-real, ajustando o seu conteúdo em conformidade.