Início Notícias Moda

FFF: sessão de cinema no museu

“Allegoria”, “Genes”, “Tinamar - Giving Colour to the World”, “Cloud Tryptic” e “My Ideal Brothers” são os melhores filmes de moda de 2017, entre os 100 filmes a concurso na IV edição do Fashion Film Festival. O único festival de filmes de moda em Portugal recebeu este ano candidaturas de 21 países.

Luzes, câmara, ação! Os grandes vencedores da IV edição do Fashion Film Festival (FFF) foram conhecidos na noite da passada sexta-feira num estúdio encenado no Museu do Carro Elétrico, no Porto. Os protagonistas foram selecionados entre as categorias de Filmes de Moda de Autor, Filmes de Moda de Marca, Filmes de Moda de Têxteis Técnicos e Filmes de Moda Internacionais e o guião da cerimónia foi entregue à atriz Fernanda Serrano e ao maestro Rui Massena.

Num convite à imersão no universo da 7.ª arte, a estética de “Moulin Rouge” presente nos pormenores do espaço, os veludos e os charutos (de chocolate) emprestaram uma atmosfera cinematográfica ao Museu.

Durante 98 dias, chegaram ao FFF filmes de 21 países, de Taiwan à Coreia do Sul, passando pela Índia, Lituânia, Roménia, México, Argentina e Portugal. Espanha bateu o recorde com 11 filmes inscritos, seguidos do Brasil com oito filmes. Em terceiro lugar ficaram os EUA, com seis filmes inscritos.

Manuel Serrão, Rui Massena e Fernanda Serrano

«Sobretudo para Portugal e para as marcas portuguesas este é um instrumento que tem de ser cada vez mais utilizado», reconheceu Manuel Serrão, diretor-geral do FFF, em declarações ao Portugal Têxtil. «Por um lado, em Portugal, ganhou-se a consciência de que estes filmes de moda são úteis, por outro, em poucos anos de existência, o nosso FFF ganhou visibilidade junto das marcas estrangeiras. O El Corte Inglés submete vídeos, a Zara submete vídeos e é porque o acham interessante», avaliou.

Branislav Simoncik, (representante da Vogue Portugal enquanto diretor de fotografia), Ditte Marie (diretora do Copenhaga FF), o realizador David McGovern, o diretor do Citeve, Braz Costa, o realizador José Pedro Sousa e o designer Miguel Vieira assumiram o papel de jurados da IV edição do FFF.

Miguel Vieira, Rui Massena e Fernanda Serrano

«Fiquei contente com a grande adesão que houve e de ver que hoje em dia as marcas percebem que esta é, também, uma forma de comunicar e, sobretudo, são formas de comunicar não só em Portugal, mas também além-fronteiras, porque isto passa para outros festivais e vai de boca em boca», analisou Miguel Vieira.

O público teve também a possibilidade de votar no seu filme preferido para o prémio FFF Vogue, no website do FFF, resultado da parceria do festival com a revista de moda.

“Poncho Surf” da Pacifique Sud foi o eleito. Na entrega do prémio, João Freitas, sócio da Pacifique Sud, sublinhou «o regresso da marca apresentada nos anos 1990» e o seu novo posicionamento, também, pela aposta no marketing – de que o vídeo “Poncho Surf” é exemplo.

«As palavras não são suficientes para agradecer a todos os que votaram e tornaram isto possível», expressou.

Carla Pontes

Reconhecido com o prémio de melhor filme de marca, “Cloud Tryptic” da marca epónima de Carla Pontes foi, nas palavras da designer, «uma forma de mostrar o lado mais conceptual da marca, a envolvência que ela pretende ter com as pessoas». Explorando o mapa conceptual da coleção primavera-verão 2017 da Carla Pontes, o filme reuniu os talentos de Carla Pontes (design), Miguel C. Tavares (vídeo) e José Alberto Gomes (música).

«Decidimos concorrer ao FFF porque é sempre uma forma de dar a conhecer o vídeo a mais pessoas e de perceber o seu feedback, mostrar as influências e as inspirações da coleção», acrescentou Carla Pontes.

A IV edição do Fashion Film Festival, inserida na 10.ª edição da Porto Fashion Week, teve o Copenhaga Fashion Film Festival como convidado especial, depois de nos anos anteriores o FFF ter contado com parcerias dos La Jolla Fashion Film Festival, Berlim Fashion Film e Madrid Fashion Film Festival.

«Já estamos naquela fase de maturidade em que nós também já somos padrinhos, já apadrinhámos o primeiro Fashion Film Festival do Brasil, em São Paulo, que está a decorrer agora», concluiu Manuel Serrão.

Eis a lista completa de vencedores:

Filmes de Autor:

Melhor filme (ex aqueo): “Allegoria”, Inês Von Bonhorst e Yuri Pirondi e “Genes”, Leonor Bettencourt

Melhor realizador: “Nightfly”, Luís Reis

Melhor Fotografia: “Floating Time”, Telmo Silva

Filmes Têxteis Técnicos:

Melhor filme: Tinamar – “Giving Colour to the World”, Manuel Pinheiro e Fernando Gordinho

Filmes de Marca:

Melhor filme: Carla Pontes – “Cloud Tryptic”

Melhor realizador: Lion of Porches – “We don’t pretend. We feel”, Tiago Ribeiro

Melhor Fotografia: Parfois – “Nowhere can be Somewhere”, João Sousa e Gustavo Imigrante

Filmes Internacionais:

Melhor filme: “My ideal brothers”, Samuel Cerrudo

Melhor realizador: “Chimera”, Steven Briand

Melhor Fotografia: “My ideal brothers”, Alejandro Buera

Prémio FFF VOGUE | Votado pelo Público

Melhor Filme: Pacifique Sud – “Poncho Surf”, João Freitas