Início Notícias Moda

Frasers Group com um pé na Hugo Boss

O grupo britânico, que durante a pandemia sofreu «perturbações significativas» no negócio que levaram à redução do número de clientes, adquiriu uma participação de 10,1% na marca de luxo alemã.

O Frasers Group, anteriormente conhecido como Sports Direct, comprou inicialmente uma participação de 5,1% na Hugo Boss que, duas semanas depois, se converteu num total de 10,1% em ações e derivados.

O passo dado pelo Frasers Group está inserido numa série de investimentos estratégicos que o grupo do britânico Mike Ashley tem vindo a concretizar ao longo dos tempos.

De acordo o just-style, o grupo adquiriu, inicialmente, 120 mil ações da Hugo Boss, 140 mil ações através de contratos por diferença e 3,29 milhões de ações com a comercialização de opções de venda.

«Este investimento reflete o relacionamento crescente do Frasers Group com a Hugo Boss e a crença no futuro a longo prazo da Hugo Boss», refere a empresa.

Durante a pandemia, o grupo britânico que detém insígnias como a House of Fraser, Jack Wills, Flannels e Sports Direct, destacou as consequências provocadas pelo aparecimento da pandemia, que afetou os lucros com «perturbações significativas» como a redução do número de clientes. Como resultado, as previsões são de que a empresa não cumpra o crescimento de 5 a 15% do EBITDA no atual ano financeiro, encerrado a 26 de abril.

Subir a fasquia

Depois do grupo ter aumentado a participação na Hugo Boss com 10,1%, passou a ser detentor de 552.500 ações e, por isso, representa atualmente 0,8% do capital total da marca de luxo alemã. As mais recentes atualizações, demonstram que a empresa passa, assim, a ser detentora de aproximadamente 2,25 ações através de contratos por diferença e 4,26 milhões em ações por meio da comercialização das opções de venda.

Deste modo, tendo em conta o prémio a ser recebido ao abrigo das opções de venda, o Frasers Group afirma que a exposição máxima agregada em relação às participações adquiridas na Hugo Boss é de cerca de 204 milhões de euros, sendo que, anteriormente, com a participação de 5,1%, esse valor era de 108 milhões de euros.

A compra que quase duplicou a participação do Frasers Group na Hugo Boss foi realizada apenas duas semanas depois do primeiro investimento do maior retalhista de equipamentos desportivos do Reino Unido, que possui cerca de 670 pontos de venda a nível mundial.

Mike Ahsley, empresário bilionário, entrou no sector dos grandes armazéns depois de ter adquirido a House of Fraser em 2018 e desempenha funções como CEO da Sports Direct.