Início Notícias Calçado

Gallery Shoes reinventa-se

Com uma nova organização e um espaço adicional dedicado aos desfiles, a Gallery Shoes regressa de 1 a 3 de setembro à Areal Böhler, em Düsseldorf, para mais uma edição. Para já está confirmada a presença de cerca de 20 marcas portuguesas.

Segundo Ulrike Kähler, diretora-geral da Igedo e diretora de projeto das feiras em Düsseldorf, haverá «uma lufada de ar fresco na Gallery Shoes: com novos espaços para entrada, novas zonas de catering, a estreia de expositores e um espaço adicional de desfiles, na área Fashion-Lifestyle! A Gallery Shoes está constantemente a desenvolver-se, estendendo-se, uma vez mais, com um novo hall e criando ainda mais espaço para segmentos individuais. Estamos a manter a fasquia elevada».

Ulrike Kähler

É neste sentido que a chamada Contemporary Zone, que será palco da apresentação de uma ampla gama de coleções, estende-se agora a quatro halls, alguns dos quais com uma nova segmentação. O Halle am Wasserturm e o Alte Schmiedehallen irão acolher as zonas habituais enquanto o Blankstahlhalle será ocupado apenas pela Contemporary Zone, assim como o Edelstahlhalle, que anteriormente era usado pelos expositores da Kids Zone. Na Contemporary Zone poderão encontrar-se marcas nacionais como a Jooze, Pretty Love e Walker Flex.

Na Comfort Zone, que tem como palco o Alte Federnfabrik, tal como o nome indica, o conforto é uma prioridade e os visitantes serão convidados a experimentar uma nova entrada, a Entrance II, com a sua zona própria de catering. Neste espaço estreia-se a marca portuguesa Sota, bem como a alemã Leguano e a polaca Magical Shoes.

No novo hall, batizado Rohstahlhalle e dedicado exclusivamente aos mais pequenos, estreia-se ainda a marca portuguesa Bisgaard, juntamente com insígnias como a Develab da Holanda e a Kavat da Suécia. Neste espaço está de regresso a marca alemã Telyoh.

Na Urban Zone, que irá agora ocupar metade do Alte Schmiedehallen, reúne-se o maior contingente luso. Nesta área apresentam-se as marcas nacionais Ambitious, Apple of Eden, As Portuguesas, Cox Borba, Felmini, Fly London, Lemon Jelly e Softinos. Deste espaço fazem também parte marcas como a Blundstone da Austrália ou a Havaianas do Brasil.

Na Premium Zone, a Igedo pretende realçar a sustentabilidade, destacando marcas como a Apair da Dinamarca, a Croots e a Cheaney & Sons do Reino Unido ou ainda a Ecoalf de Espanha.

Passerelle em ebulição

De igual modo, a Gallery Shoes quer dar um maior destaque aos desfiles. Além dos desfiles de diferentes marcas, habituais nas últimas edições, em setembro estreia-se o “Gallery Shoes Selected Show”. Em passerelle, vários expositores de diferentes áreas do salão irão apresentar as suas propostas para a primavera-verão 2020, entre os quais estará a marca portuguesa Apple of Eden. O diretor de moda da Igedo, Alexander Radermacher será responsável pelo styling dos coordenados.

Uma vez mais, a feira de calçado tem ainda um vasto programa paralelo, incluindo a apresentação das tendências para a próxima estação quente e conferências de imprensa, a cargo, por exemplo, da HDS/L German Federal Association of the Footwear and Leather Goods Industry.

Na última edição da Gallery Shoes, que decorreu entre 10 e 12 de março, mais de 10.000 profissionais deslocaram-se à Areal Böhler para conhecer as propostas das cerca de 550 marcas, incluindo 46 portuguesas.