Início Notícias Tecnologia

Gerber Technology mostra soluções on-demand

Para acompanhar a rapidez do mundo da moda, com tendências sempre em mudança e consumidores mais exigentes, a Gerber Technology está a destacar as soluções de produção on-demand com integração de dados, da conceção ao produto acabado. A próxima apresentação em Portugal será no Modtissimo, a 2 e 3 de outubro.

As soluções que serão apresentadas na Alfândega do Porto incluem o YuniquePLM e a plataforma CAD AccuMark.

«As soluções em destaque serão essencialmente na área de software, nomeadamente o lançamento da nova versão do software CAD AccuMark com a integração do nosso 3D, assim como a demostração na prática do nosso conceito End-to-End, onde todos os visitantes poderão assistir a um processo totalmente integrado desde a criação da peça até ao produto final», explica Alexandra Costa, do departamento de marketing e comunicação para a região EMEA, ao Portugal Têxtil.

Este sistema, que foi revelado na última edição da Texprocess, permite que o design inicial seja visualizado no Adobe e, em seguida, conectado com o YuniquePLM para fazer a gestão das coleções. O design é integrado depois no CAD para criar moldes 2D e simular uma visualização em 3D da peça de vestuário, passando posteriormente para o corte automático, que inclui ainda uma tecnologia que faz a leitura automática de padrões, como riscas ou xadrez.

A participação nesta edição do Modtissimo é uma forma da Gerber Technology «dar uma resposta personalizada “in loco” a todas e às muitas questões dos clientes que nos procurarem no stand. Poderão ser pedidos de demonstrações, apresentações, reuniões e palestras. O networking é uma parte fundamental neste tipo de evento e em particular na Modtissimo, onde é esperado um contacto mais personalizado com foco na indústria da moda e confeção», aponta Alexandra Costa.

Indústria portuguesa acompanha evolução

De acordo com a Gerber Technology, «uma tendência de moda dura apenas enquanto os consumidores lhe prestarem atenção. Dada a curta duração da atenção do consumidor moderno, a indústria da moda e confeção deve monitorizar as tendências cuidadosamente. O que foi um sucesso de moda na semana passada, pode não justificar aumentar a produção dessa peça, porque a tendência poderá ser curta».

Como tal, a digitalização dos processos assume uma importância crescente, que tem sido percecionada pelos empresários nacionais. «A indústria portuguesa está cada vez mais envolvida no processo geral de transformação digital, pelo que todos os tipos de inovação tecnológica são do maior interesse para os empresários portugueses os avaliarem de acordo com as suas necessidades e estratégias», refere Alexandra Costa. «Em plena transformação digital, os empresários do mundo da moda e confeção, mas também de outros segmentos, como por exemplo da indústria de mobiliário e estofos, sabem que, mais tarde ou mais cedo, precisarão de acompanhar este desenvolvimento tecnológico e preferencialmente com parceiros de confiança que possam implementar estas tecnologias em sintonia com os seus modelos de negócio e planos de investimento», acrescenta.