Início Notícias Vestuário

Gio Rodrigues em tempos de adaptação

Das adversidades subjacentes à pandemia nasceu a ideia de produzir uma coleção de máscaras que se destaca pelos diferentes padrões. Os acessórios de proteção desenvolvidos pelo designer são laváveis e certificados pelo Citeve.

Gio Rodrigues, o designer especialista em vestidos de noiva e roupa formal que defende que a moda deve ser «extravagante e divertida», canalizou a criatividade para a conceção de máscaras, numa altura em que o negócio precisou de se reinventar face à crise originada pelo Covid-19. «Não podia ficar parado. O meu negócio está muito dependente dos casamentos e, numa altura em que estão todos a ser adiados, tive de arranjar forma de reajustar a minha oferta, tendo em conta aquilo que o mercado procura», explica o designer, não sem deixar de sublinhar os efeitos prejudicais da pandemia para o sector da moda.

Além de serem recomendadas pelas autoridades nacionais de saúde, o uso de máscara tornou-se obrigatório em espaços fechados, onde o risco de contágio é mais elevado. No entanto, estes equipamentos não se limitam à sua função principal de proteger, mas também atuam como acessório, por fazer cada vez mais parte da atualidade. Por isso, Gio Rodrigues concebeu uma coleção diferente, que se molda pela diversidade, com «padrões distintos» que vão «desde o retro às flores, passando pelas clássicas bolinhas».

Compostas por poliéster, as máscaras certificadas pelo Citeve, à semelhança do que a marca promete, priorizam a «qualidade de execução de cada peça com uma estrutura refinada». «Os novos tempos ditam novos acessórios e o Gio Rodrigues enviou uma série de máscaras tão giras para usarmos sempre que precisarmos de ir à rua. São muito confortáveis, muito fininhas e acima de tudo dão para respirar», teceu Cristina Ferreira através do Instagram Stories, onde salientou a importância do tecido com a chegada dos dias quentes.

«Recomenda-se que, a cada utilização, as máscaras sejam lavadas na máquina e passadas a ferro a alta temperatura. Esta é uma solução que, embora não proteja contra o vírus, evita que toquemos com as mãos na boca e nariz e que protege os que nos rodeiam», indica a marca em comunicado.

A coleção está já disponível no website do designer, com preços que começam nos 17,45 euros. Gio Rodrigues oferece ainda a opção de comprar outros artigos, nomeadamente gravatas, a condizer com o padrão das máscaras. A plataforma de venda online está, neste momento, com uma campanha de desconto de 30%, dos quais 15% revertem para a campanha solidária Nossos Heróis, uma iniciativa do designer para produzir equipamentos de proteção individual destinados aos profissionais de saúde em Portugal.

Dos vestidos de noiva às joias

Nesta nova realidade, as máscaras não foram a única novidade desenvolvida por Gio Rodrigues, que acaba também de lançar a primeira coleção de joias, já disponível na loja online do designer.

Numa primeira fase, a coleção de edição limitada é constituída por cerca de 60 peças, onde os materiais predominantes são a prata, madrepérola, zircônias e pérolas.

«A coleção pauta-se pela versatilidade, uma vez que é composta por peças mais vistosas, onde predominam cores fortes e elementos que remetem à natureza, como as flores, as borboletas e os insetos, e peças mais minimalistas, de formas geométricas e detalhes delicados», resume a marca.

Com o decorrer da estação serão lançados novos modelos.