Início Notícias Marcas

Givec vê «oportunidade» na Rússia

Criada em 1997, a Givec conquistou mercados na Europa e os EUA com as três marcas que detém. Agora, com olhos voltados para o mercado russo, a empresa abre portas à sustentabilidade com a linha Kalisson Eco.

Guillermo Zomeño

Sediada em Barcelos, no «coração da região têxtil de Portugal», a empresa que emprega cerca de 55 trabalhadores é detentora das marcas de pronto-a-vestir Kalisson, Bagoraz e Le Cabestan. Apesar de terem diferentes finalidades, em comum têm o facto de serem especializadas exclusivamente para o segmento de senhora e, ainda, o «conforto e qualidade». «A Kalisson é a nossa marca mãe, a primeira marca que criamos. É sobretudo uma marca de muita qualidade e tentamos sempre que os tecidos sejam os mais especiais», afirma Guillermo Zomeño, responsável de vendas em Espanha, acrescentando que «o potencial da Kalisson são os tecidos e os estampados. É um produto que nas lojas funciona muito bem». Já a Bagoraz «é para tamanhos grandes, uma moda diferente que se adapta a cada tipo de corpo e a Le Cabestan é mais chique, para uma mulher que gosta de ser elegante, mas um pouco desportiva», completa.

Desde a criação da Givec que o objetivo sempre foi o desenvolvimento das marcas próprias. «A filosofia da empresa é ter um estilo próprio e tentar abarcar o maior leque de idades possível. Com a mesma coleção poder vestir a filha, a mãe e a avó. Obviamente não todos os modelos, mas tentamos sempre que ocupem o maior espectro de idade», revela Guillermo Zomeño.

Linha verde

Com uma capacidade produtiva de 80 mil peças por mês, a Givec quer seguir um caminho sustentável, ciente que está da sua responsabilidade para com o meio ambiente. Por este motivo, a empresa desenvolveu a Kalisson Eco, uma linha ecológica, como o próprio nome indica, que usa algodão orgânico, poliéster reciclado, viscose EcoVero e Tencel.

Kalisson

«A Alemanha, Holanda, Países Baixos, Inglaterra e Noruega valorizam muitíssimo [este tipo de materiais]. Então queremos transmitir essa imagem. É a primeira campanha que fazemos dentro da família da marca e a verdade é que está a ter uma aceitação muito boa», conta ao Portugal Têxtil.

Relativamente às restantes marcas da Givec, o futuro passa também pelo caminho da sustentabilidade. «Na Bagoraz e na Le Cabestan já temos também um pouco de eco, mas queremos ir ampliando nas próximas estações. Queremos que 50% da coleção seja ecológica. Queremos ir por aí porque queremos que seja o futuro», assegura.

Desígnios de crescimento

A Kalisson, a Bagoraz e a Le Cabestan são distribuídas em várias lojas multimarcas presentes por toda a Europa, nomeadamente na França – que representa, segundo o site da empresa, 70% dos 20 milhões de euros que a empresa fatura –, Espanha, Itália, Portugal e Reino Unido. Para além destes países, a Givec soma ainda os EUA, o Canadá e a Austrália na lista de mercados. E a Rússia é uma nova meta para alcançar. «Pensamos que é um bom produto para a Rússia, queremos uma oportunidade», adianta Guillermo Zomeño.

Bagoraz
Le Cabestan

Com um aumento «entre 5 e 10%» face ao volume de negócios do ano anterior, o futuro centra-se numa estratégia de crescimento que passa pela abertura de novos mercados. «Para 2020 queremos seguir com esse crescimento. Crescemos rápido, o que pode ser perigoso, por isso queremos um crescimento moderado, mas contínuo», resume o responsável de vendas em Espanha, destacando os atuais obstáculos que podem influenciar o resultado final. «As lojas multimarca estão a desaparecer e se as lojas multimarcas vão fechando, cada vez o nicho de mercado é mais pequeno. Como sector, o desafio é aguentar o comércio. Como indústria o desafio é apostar muito em produto ecológico e continuar com um crescimento moderado», conclui.