Início Arquivo

Green e Gocco agora em Portugal

Depois de uma participação de três anos consecutivos na FIMI – Feira de Moda Infantil – em Valência, Espanha, a marca brasileira de vestuário infantil Green, está agora a chamar a atenção dos consumidores internacionais. A Green pretende, desta forma, abrir durante este segundo semestre dois franchisings, um em Portugal e outro na República Dominicana e no início de 2004 uma outra unidade na Arábia Saudita. Para o director de marketing da Green, António Bruno de Carvalho Júnior, «na última edição da FIMI, em Julho, vendemos 15 mil peças, um movimento 25 por cento maior do que na edição anterior». António Júnior garante que a excelente aceitação que a Green está a conseguir no mercado externo se deve essencialmente à qualidade dos seus produtos e aos preços competitivos. A empresa entrega os seus pedidos directamente no ponto de venda, responsabilizando-se pelo levantamento da mercadoria na alfândega, pelo frete e por todos os impostos. Esta é uma prática pouco comum às empresas do sector têxtil, mas que tem resultado bastante positiva para a Green. Desta forma já exportaram para Espanha, Portugal, República Dominicana e Ilhas Canárias, tendo cerca de 50 clientes, que consomem cinco por cento da produção da marca, em torno de um milhão de peças por ano. O director de marketing prevê que a Green triplique estes valores nos próximos cinco anos. «O nosso objectivo é estar presente nas principais capitais da Europa com franchisings e nas demais cidades com pontos de venda selectivos», acrescenta. Actualmente, a Green conta com 10 lojas próprias e 20 franchisings em todo o Brasil, e um franchising na Arábia Saudita. Também a tentar conquistar o mercado português está a marca Gocco. Dedicada, assim como a Green, ao vestuário infantil a Gocco iniciou o seu plano de expansão internacional com a abertura da sua primeira loja em Portugal, no Porto. A cadeia conta já com 40 lojas desde há dois anos e pretende abrir mais 10 em Portugal nos próximos exercícios.