Início Arquivo

Gripe impulsiona não-tecidos

O Himfr.com, uma das principais plataformas de pesquisa “business to business” (B2B) com mais de 30 sites da indústria sob a sua alçada, antecipa que a procura por não-tecidos irá aumentar. Com o surto de gripe A H1N1, conhecida comummente como gripe suína, as máscaras de protecção e alguns produtos de protecção descartáveis tornaram-se artigos populares. A procura dos clientes europeus e americanos aumentou 10 vezes comparativamenet à procura habitual, com os dados a mostrarem que várias indústrias dedicadas à produção e fornecimento de não-tecidos irão crescer. O surto de gripe suína durante a recessão económica é um teste para a economia mundial mas traz igualmente imensas oportunidades de negócio para os têxteis médicos, sobretudo para a indústria de não-tecidos. Recentemente, o preço das máscaras médicas duplicou, com a procura a manter a tónica de crescimento enquanto que o abastecimento está a ficar cada vez mais reduzido. As máscaras descartáveis custam entre um cêntimo e dois cêntimos de euros, mas o alastramento da gripe suína impulsionou as vendas, com os preços a aumentarem até 10 vezes e a atingirem os 10 cêntimos de euro por peça. O Himfr.com elegeu as máscaras médicas como o produto do momento e tem estado ocupado a receber ordens de encomenda. O site também registou um número recorde em volume de vendas de não-tecidos. Desde o início da epidemia de gripe A, as encomendas do México e dos EUA aumentaram substancialmente. Como as máscaras normais com uma camada de filtro normal não têm capacidade para isolar com eficácia as bactérias e o pó, os consumidores têm de confiar nas máscaras médicas, que têm uma protecção mais forte contra a gripe. Um analista do Himfr.com acredita que este surto irá trazer oportunidades de negócio às empresas produtoras de não-tecidos mas que estas têm de prestar mais atenção às funções do produto. Para além das máscaras médicas, o responsável afirma que as empresas devem trabalhar para melhorar a consciência dos consumidores para o uso de produtos de higiene descartáveis como toalhetes húmidos desinfectantes e toalhas húmidas esterilizadas em não-tecidos.