Início Destaques

Guimanos quer lojas próprias

A marca de vestuário está a redefinir o modelo de expansão que inclui não só a entrada em novos mercados internacionais, mas também a abertura da primeira loja própria em Portugal. Conhecida sobretudo pelo público feminino, a Guimanos vai ainda reforçar a coleção no segmento de homem.

Alexandra Vidal

Ainda em fase de estudo de mercado quanto à cidade que acolherá a primeira loja própria Guimanos, a insígnia já definiu que o ponto de partida será Portugal. «Falta-nos um rosto, acho que para a qualidade que temos, estamos escondidos em lojas multimarca e faz-nos falta olhar e identificar uma loja da marca, porque muita gente adora a roupa Guimanos mas não sabe onde comprar», explica Alexandra Vidal.

O primeiro ponto de venda servirá de rosto e de rampa de lançamento para um modelo de franchising que a responsável comercial espera que arranque ainda este ano. «É um dos nossos grandes objetivos para 2022», afirma ao Portugal Têxtil.

Paralelamente, «a Guimanos está a tentar expandir a marca a outros mercados» para além de Espanha, onde tem já uma presença forte e que, juntamente com Portugal, soma 700 clientes. «Estamos a estabelecer contactos com a Europa de Leste, Arménia, Grécia e as ilhas francesas Maurícias e Reunião», revela Alexandra Vidal.

Para acompanhar a internacionalização, a Guimanos está também a trabalhar numa plataforma de vendas online mais atual. «Achamos que não estava adequada à nossa imagem real e à evolução que temos tido ao nível de qualidade do produto, porque a nossa missão é sempre entregar produto de grande qualidade. O novo site oferecerá uma melhor experiência ao cliente», salienta.

Oferta masculina cresce

Reputada sobretudo pela oferta dirigida ao segmento de senhora, essencialmente composta por malhas tricotadas e fabricadas em Portugal, a marca vai a presente reforçar a coleção masculina.

«No passado chegamos a ter uma oferta diversificada, mas foi diminuindo e agora queremos retomá-la», garante Alexandra Vidal. «O homem é um cliente muito fidelizado e quem era comprador Guimanos continua a sê-lo, porque realmente reconhece a qualidade do produto», conclui a responsável comercial.