Início Notícias Têxtil

Guta Moura Guedes avalia German Design Awards

A fundadora e presidente da Experimenta Design é a única portuguesa na lista dos 40 membros do júri internacional que vão premiar os produtos e projetos inovadores que se destacam pela qualidade do design no âmbito do concurso German Design Awards.

Guta Moura Guedes [©Carlos Ramos]

No ano em que os German Design Awards celebram o 10º aniversário, o júri internacional integra um membro português, mostrando que «Portugal está inequivocamente no mapa dos países que têm uma indústria consciente da importância do design para o sucesso das empresas», afirma Cristina Motta, representante portuguesa do German Design Council, ao Portugal Têxtil.

Guta Moura Guedes irá, assim, avaliar as propostas internacionais num júri composto por 40 elementos, onde de resto se espera que Portugal alcance galardões. «Se pensarmos que o nosso país tem vindo a consolidar a sua posição enquanto um dos principais exportadores europeus em sectores como o têxtil, podemos inferir que essa posição tem sido conquistada graças a um grande investimento na qualidade e no design. Esta consciência de que o design tem um valor diferenciador levou as empresas a contratarem designers e a criarem departamentos internos de design. Ao termos agora um membro português no júri dos German Design Awards damos mais um passo no sentido de reforçar Portugal como um país onde o design faz a diferença», explica Cristina Mota.

Os German Design Awards completam 10 anos e, ao longo das edições, o número de propostas nacionais tem vindo a aumentar, assim como os prémios alcançados. «A atribuição do prémio é sempre o reconhecimento da excelência de um produto e confere prestígio a quem o produz e a quem o adquire.  Um prémio de design funciona como factor diferenciador face à concorrência», salienta a representante do German Design Council em Portugal.

[©German Design Awards]
A próxima edição tem inscrições a decorrer até 15 de setembro e os vencedores serão conhecidos a 22 de fevereiro de 2022. Cristina Motta deixa um conselho às empresas que ainda tencionam submeter a sua candidatura: «encontrar soluções inovadoras para responder às questões levantadas pela sustentabilidade e pelas alterações climáticas implica design thinking. Por outras palavras, não é possível pensar o futuro sem pensar em design».

Em 2021, os German Design Awards atribuíram 76 prémios Gold em 71 categorias, tendo contado com mais de 4.200 inscrições de 60 países. Quinze projetos de sete empresas portuguesas, entre os quais as echarpes da Vista Alegre, foram distinguidos. Em 10 edições, foram contabilizadas mais de 20.000 candidaturas a partir de 87 países, resultando em 375 prémios até à data.