Início Notícias Têxtil-Lar

Heimtextil destaca a sustentabilidade

O início do ano que se avizinha marca o 50.º aniversário da feira internacional de têxteis-lar, coincidindo com a sua integração no movimento que visa tornar a indústria têxtil mais amiga do ambiente. A próxima edição da Heimtextil vai introduzir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nos espaços Green Village e Trend Space.

Entre os dias 7 e 10 de janeiro, Frankfurt recebe novamente a mais reputada feira mundial de têxteis-lar, a entrar em 2020 com um pé sobre a sustentabilidade ambiental. A Heimtextil atrai anualmente cerca de 3 mil expositores e 65 mil visitantes. Na edição do próximo ano, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) promulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU) serão apresentados e discutidos num espaço interativo na área Green Village e, pela primeira vez, divulgados no Green Directory, um guia que contém todos os expositores da feira que recorrem a métodos de produção amigos do ambiente – em 2020, este diretório abarcará um número recorde de 262 entidades.

Além disso, o Trend Council estabeleceu uma nova abordagem sustentável para a conceção da área Trend Space. Através de uma seleção inteligente de materiais, a Heimtextil criou um fórum com uma pegada mínima, evitando o excesso de desperdício aquando do fim da feira. Esta estratégia passa pela utilização de recursos, equipamentos e serviços locais, de materiais ecológicos alternativos, de componentes de stock já existentes e de materiais alugados ou emprestados, bem como pela responsabilidade da gestão do desperdício e pelo design para a reciclabilidade. O Trend Space estará ainda equipado com uma biblioteca de materiais – Biblioteca de Materiais do Futuro –, onde os visitantes poderão explorar a natureza e o método de produção de materiais inovadores.

Esta é uma iniciativa promovida pela Texpertise Network da Messe Frankfurt, em colaboração com a Conscious Fashion Campaign e o Departamento para Parcerias da Nações Unidas. O objetivo é desenvolver uma estratégia para aprofundar a implementação dos ODS na indústria da moda, através da integração em mais de 50 feiras têxteis internacionais da Messe Frankfurt, que atraem anualmente mais de 22 mil empresas e mais de meio milhão de visitantes.

«Gradualmente começaremos a apresentar os ODS a esta rede nos nossos eventos e encorajá-los a trocar ideias uns com os outros. Estamos muito orgulhosos por apoiar a Conscious Fashion Campaign e o Departamento para Parcerias das Nações Unidas na ativação e implementação destes objetivos», afirma Detlef Braun, membro do conselho executivo da Messe Frankfurt.

Um futuro para todos

Em janeiro de 2019, os ODS foram introduzidos, pela primeira vez, num evento da Messe Frankfurt – a feira internacional para a moda sustentável, Neonyt. A iniciativa fez parte da Semana da Moda de Berlim, que marcou o lançamento da Conscious Fashion Campaign. A edição de julho voltou a repetir o programa, destacando os ODS, através do envolvimento dos expositores e visitantes, assim como palestras na conferência Fashionsustain, com representantes da indústria e organizações não-governamentais (ONGs).

A colaboração procura atrair os eventos da indústria global para o compromisso imposto pelos ODS, dedicando-se a impulsionar alterações comportamentais «pela defesa, educação e envolvimento dos acionistas na criação de um futuro sustentável para todos», refere a Texpertise Network, em comunicado.

«A indústria têxtil e da moda internacional pode ter uma influência significativa no cumprimento dos ODS, em termos de abordagem às alterações climáticas, garantia da proteção ambiental, promoção da circularidade e criação de condições de trabalho justas. Graças a mais de 50 eventos têxteis que a Messe Frankfurt organiza anualmente em todo o mundo, juntamente com a Conscious Fashion Campaign, podemos chegar a um público profissional extenso, aumentar a consciencialização e estimular o apoio», acredita Robert Skinner, diretor-executivo do Departamento para Parcerias das Nações Unidas.

Os ODS entraram em vigor no início de 2016 e constituem um plano para o desenvolvimento mais sustentável em todos os sectores de atividade, a nível mundial. São 17 metas que abordam os desafios globais, em termos económicos, sociais e ambientais, e o objetivo é atingi-las até 2030. Neste sentido, associar a indústria e a comunicação a vários grupos de interesse desempenha um papel fundamental na prossecução destas metas. Kerry Bannigan, fundadora da Conscious Fashion Campaign considera que «enquanto empresa líder global, o compromisso da Messe Frankfurt aos ODS amplifica a nossa mensagem para o sector da moda e do têxtil, de modo a que selecione práticas de negócio mais económica, social e ambientalmente responsáveis para um mundo melhor».

Logo após a Heimtextil, a Neonyt vai voltar a receber os ODS, durante os dias 14 a 16 de janeiro, que coincide, mais uma vez, com a Semana de Moda Berlim. No âmbito da sua conferência internacional, Fashionsustain, a feira contará com o painel “SDGs X Fashion – A Carta da Indústria da Moda para Ação Climática das Nações Unidas”, que convidou os oradores Lucie Brigham, diretora do Departamento para Parcerias das Nações Unidas, Zachary Angelini, diretor de Gestão Ambiental da Timberland, Alexander Gege, diretor de Desenvolvimento de Negócios Sustentáveis no grupo Otto e Harold Weghorst, vice-presidente global de marketing da Lenzing AG.