Início Destaques

HeiQ lança máscara anti-vírus com cobre

A máscara cirúrgica usa uma tecnologia de cobre que, segundo a empresa suíça, destrói bactérias e vírus, incluindo o SARS-CoV-2, em poucos minutos. A HeiQ MetalliQ tem ainda um design patenteado e um aspeto ousado que a distingue da restante oferta no mercado.

[©HeiQ]

A HeiQ MetalliQ contém um revestimento de cobre puro ultrafino aplicado por meio de um processo de deposição de vapor de alta tecnologia, batizado HeiQ MetalliX, que converte uma pequena quantidade de cobre em vapor, permitindo que seja depositado uniformemente em torno de cada fibra, explica a empresa.

A nova tecnologia, que aguarda patente, foi criada pela Xefco, uma empresa australiana de tecnologia de materiais que é parceira da HeiQ e os testes de eficácia, realizados pelo The Peter Doherty Institute for Infection and Immunity, de Melbourne, Austrália, mostram que os tecidos tratados com a HeiQ MetalliX desativam significativamente o SARS-CoV-2 em alguns minutos.

O protocolo de teste simulou a interação na vida real de gotículas de aerossol que contaminam produtos têxteis, como as máscaras. Cada amostra foi exposta a uma alta carga de SARS-CoV-2 seguida por 5, 15 e 30 minutos de incubação à temperatura ambiente antes de medir a quantidade de vírus restante. As amostras de tecido tratadas com o HeiQ MetalliX indicaram uma redução do SARS-CoV-2 superior a 97,79% em cinco minutos, 99,95% em 15 minutos e mais de 99,99% em 30 minutos, revela a empresa.

O cobre, salienta a HeiQ, é um elemento natural presente na crosta terrestre, solo, oceanos, lagos e rios. É também um oligoelemento que ocorre naturalmente em todos os seres humanos, plantas e animais. As suas propriedades antivirais, antibacterianas e antifúngicas são conhecidas e demonstradas por muitos estudos laboratoriais. «Os materiais tratados com HeiQ MetalliX libertam iões de cobre que desativam os vírus e as bactérias. Os materiais tratados também foram testados e comprovaram que podem matar 100% da staphylococcus aureus e klebsiella pneumoniae e desativar 99,95% do vírus H1N1 e 99,9% do coronavírus humano 229E», refere a empresa em comunicado.

Produção europeia

A máscara, que pode ser comprada online através do site da HeiQ, está a ser produzida na HeiQ Medica, em Espanha, onde a empresa também realiza atividades de investigação e desenvolvimento para dispositivos médicos. Durante o desenvolvimento da tecnologia HeiQ MetalliX, a Xefco trabalhou em colaboração com o Institute for Frontier Materials (IFM) da Universidade Deakin, que faz parte do ARC Reserach Hub for Future Fibres, do qual a HeiQ também é membro.

[©HeiQ]
«É possível colocar “heiq” em tudo de forma a dar funções adicionais a um produto do dia a dia. Desta vez, subimos mais uma vez o nível na proteção antiviral, com um aspeto melhorado e premium», sustenta Carlo Centonze, cofundador e CEO do HeiQ Group. «À medida que emergimos do confinamento, queremos estar mais protegidos e proteger os outros. A HeiQ MetalliQ foi desenvolvida exatamente para conferir esse nível extra de confiança. Além disso, dá um aspeto ousado, o que a torna uma alternativa melhorada para máscaras cirúrgicas de várias maneiras», conclui.