Início Notícias Mercados

Hilfiger lança showroom digital

O novo formato apresentado pela Tommy Hilfiger, que será lançado em todo o mundo para substituir os showrooms físicos da marca, elimina a necessidade de amostras, «estabelecendo, assim, um novo padrão na indústria para as vendas business-to-business», divulgou a marca no lançamento. «Estou convencido de que isto irá revolucionar a indústria da moda», afirmou Daniel Grieder, CEO da Tommy Hilfiger. «O processo de amostragem é a pior coisa no negócio. Temos entre 50 a 60 showrooms, os quais necessitam de uma coleção completa para amostra, portanto, receber e enviar as amostras produzidas para cada estação é dispendioso, consome tempo e não é sustentável em termos ambientais», explicou. O CEO referiu ainda que a reação inicial ao showroom digital tem sido positiva e pretende alargar o conceito para 6 a 12 locais-chave em junho, incluindo Nova Iorque, Paris e Londres. Dentro de dois a três anos, todos os showrooms da empresa em todo o mundo estarão a utilizar a tecnologia. Enquanto isso, Daniel Grieder também espera que o conceito chegue às lojas de retalho da marca, como parte da estratégia “omnicanal” em curso. «Acreditamos que esta tecnologia irá desempenhar um importante papel na loja do futuro. Eu não acho que as lojas físicas irão morrer, mas vão certamente mudar», sustentou Grieder, prevendo que a Tommy Hilfiger vá misturar elementos digitais, entretenimento e características do retalho tradicional. A peça central do sistema é uma grande mesa sensível ao toque e interativa, que está ligada a um conjunto de ecrãs de ultra-alta-definição. Os compradores podem visualizar digitalmente todos os produtos das coleções Tommy Hilfiger Sportswear e Hilfiger Denim, criando encomendas personalizadas, que são então armazenadas no sistema. Os utilizadores podem também usar a mesa interativa para ver curtas-metragens que detalham a história da marca e a inspiração que está na base das coleções de cada estação. Os ecrãs, que têm uma resolução de 4.000 pixéis, permitem aos clientes visualizar conjuntos chave divididos por datas de entrega; ampliar a imagem para ver pormenores e texturas; e selecionar cada peça de roupa para apresentar preços (exibidos na moeda de origem dos compradores), opções de cores e dimensões. Os produtos básicos, como polos e jeans, podem ser visualizados em 360 graus. Serão apresentadas inicialmente amostras dos tecidos juntamente com o showroom digital, embora a intenção seja eliminar estas amostras ao longo do tempo. Os produtos da marca são apresentados num fundo branco, sobre o qual podem ser arrastados e soltos para criar coordenados completos. Existe também uma ferramenta de pesquisa que permite aos utilizadores encontrar produtos por categoria, cor, tecido ou tamanho. Os compradores podem também usar um iPad Mini ligado ao mesmo software para fazerem a sua seleção. No final do processo, os clientes recebem um correio electrónico com um PDF contendo a encomenda completa.