Início Arquivo

H&M persiste nos Estados Unidos

A H&M constatou «uma ligeira baixa» das suas vendas nas 21 lojas americanas, no seguimento dos atentados do passado dia 11 de Setembro. Os indícios mostram no entanto, que a rede europeia não foi afectada. Estes trágicos acontecimentos, surgiram subitamente, aquando de um clima de abrandamento da economia americana, não modificando no imediato os planos de desenvolvimento do gigante sueco. Dez das 38 aberturas previstas para este quarto trimestre, serão levadas a cabo no solo americano. Após um calmo primeiro semestre, a H&M reencontrou um terceiro trimestre mais forte. De Junho a Agosto, o seu volume de negócios aumentou 22% em relação ao mesmo período do ano passado e o seu resultado corrente tributável aumentou 56%, o que permite ao grupo sueco anunciar uma avanço para os dois volumes de negócios sobre os nove primeiros meses do seu exercício. A cadeia de vestuário está a preparar a introdução de um novo sistema de tamanhos com vista à chegada anunciada do padrão europeu de medidas. A H&M vai ainda lançar uma nova colecção topo de gama de pronto-a-vestir feminino, tendo ainda entrado na Eslovénia sob a Histeria Mode e graças a uma parceria local.