Início Arquivo

ICEP põe fim à polémica

A nacionalidade da empresa seleccionada para desenvolver a vertente de comunicação social internacional do projecto Marcas Portuguesas Comércio , que foi anunciada como espanhola, deu origem a uma polémica pública com repercussão nos meios de comunicação social. A polémica chegou ao ponto de associar a escolha de uma empresa supostamente espanhola à actual discussão sobre a deslocalização dos centros de decisão nacionais para Espanha. Assim, o conselho de administração do ICEP decidiu esclarecer todas as dúvidas, através de um comunicado que já começou a ser publicado em alguns orgãos de comunicação nacionais. No comunicado, o ICEP esclarece que a empresa seleccionada é a FutureBrand, filial da multinacional norte-americano McCann, com sede em Nova Iorque e não uma empresa espanhola, como tem vindo a ser referido. Também informa que em Portugal, a McCann figura no segundo lugar do ranking das Agências de Comunicação e que a equipa da FutureBrand, responsável pelo desenvolvimento do projecto, integra três consultores portugueses, um americano, um inglês e um argentino. No comunicado referido é salientado que o processo de selecção decorreu de acordo com os critérios previamente anunciados. Deste modo, a selecção da empresa Futurebrand foi feita após consulta efectuada a seis empresas entre as maiores especialistas nacionais e internacionais de comunicação, como a BBDO-Portugal, Brandia, FutureBrand, a Interbrand, a Landor e a Wolff Olins. A escolha recaiu sobre a melhor proposta, de acordo com a politica do ICEP, que considera ser esta a única forma de se acautelar devidamente o interesse nacional e a correcta gestão dos dinheiros públicos. O projecto Marcas Portuguesas Comércio está incluído nas grandes linhas de actuação constantes do Programa para Produtividade e o Crescimento da Economia (PPCE). Pretende apoiar projectos que visem a elevação do valor acrescentado gerado e retido em Portugal, através do conjunto de factores que permitem criar características de qualidade, inovação, design e serviços efectivamente distintivos.