Início Notícias Vestuário

Impetus tem nova imagem

O rebranding da marca portuguesa de roupa interior chega às lojas este mês de setembro, juntamente com as propostas para o outono-inverno 2022/2023. A assinatura Second Skin Tailors destaca o know-how da Impetus, que está igualmente a apostar no athleisure e nas cuecas menstruais.

Carla Sá e Manuel Torres

O rebranding, que implica um logótipo atualizado e uma nova assinatura, foi feito no final do ano passado e início deste ano, mas só agora está a chegar às lojas. «Foi criado um novo símbolo e a assinatura Second Skin Tailors, porque a Impetus é reconhecida por produzir bem, fazer peças que vestem bem e temos produtos que vão ao encontro de vários tipos de corpos. Second Skin Tailors acaba por reforçar isso», explica Carla Sá, responsável de comércio eletrónico e marketing digital da Impetus. Até ao final do ano, a nova imagem será ainda aplicada ao website da marca. «Queremos mudá-lo ao mesmo tempo que entra a coleção», revela ao Jornal Têxtil.

Este rebranding é apenas mais uma mudança para a Impetus, que nos últimos meses lançou diversas novidades, a começar por uma linha de athleisure, batizada Impetus Active. «Assistimos a um boom, logo no pós-pandemia, na venda de artigos de desporto. A empresa nasceu há quase 50 anos e, na área da tecnologia sem costuras, desenvolveu e estudou ao pormenor, para as grandes marcas de desporto, a anatomia, as tensões necessárias para a pessoa que pratica determinado desporto se sentir extremamente confortável e, ao mesmo tempo, a funcionalidade da peça – por exemplo, absorver mais a transpiração numa parte do corpo. Assim, a linha Active nasceu com o propósito de lançar para o mercado algo que tenha moda, que seja moda, mas, ao mesmo tempo, funcional e que traga conforto para as pessoas se sentirem bem», justifica Manuel Torres, diretor comercial da Impetus. Portugal, Espanha e França foram os mercados iniciais onde a linha foi lançada no primeiro trimestre deste ano, mas atualmente «já está à venda praticamente pelo mundo inteiro», adianta.

Ordem para inovar

Outra novidade foi a Impetus Ecocycle, uma linha de cuecas menstruais que deriva da tecnologia desenvolvida em parceria com a Fibrenamics para o ProtechDry, dedicado à incontinência ligeira e que a empresa aplica não só na sua própria marca, mas também na produção de artigos para grandes marcas mundiais. «Essa experiência que ganhámos com toda esta tecnologia, permitiu-nos desenvolver um novo produto para o mercado da menstruação. A mesma estrutura, mas adaptada, muito mais fininha, mais suave, mas com o mesmo poder de absorção, neste caso, de sangue da menstruação», indica o diretor comercial.

Também lançada no início deste ano, a Impetus Ecocycle, para além da tecnologia patenteada, tem ainda como inovação a existência de cuecas que substituem os pensos diários. «Temos dois produtos que acabam por cobrir todo o ciclo da mulher: a Period Ecopanty e a Daily Ecopanty, que substitui o penso diário», refere Carla Sá.

Com vantagens ao nível da sustentabilidade, eliminando a necessidade de absorventes descartáveis, a Impetus Ecocycle está a ser distribuída no mercado multimarca independente, assim como online, mantendo os mesmos canais de distribuição da roupa interior convencional. «Os nossos vendedores visitaram os clientes e foi-lhes feita uma apresentação do produto. Inclusive deixamos algumas amostras para testarem e a adesão foi boa. Fizemos apresentações também aos nossos importadores/distribuidores e é esse o caminho que enveredamos sempre que lançamos um produto no mercado», acrescenta Manuel Torres.

Em tempos digitais, a Impetus, que conta com mais de 6.000 clientes ativos espalhados por todos os continentes e uma quota de exportação de 98%, tem igualmente apostado nas vendas online, no seu próprio website e em marketplaces, e na parceria com influenciadores para divulgar o produto. «Depois de enviarmos o produto, pedimos sempre à pessoa que avalie e nada melhor do que ter o próprio cliente a dar o seu feedback e a sua experiência sobre um produto. No fundo, acaba por valorizar e, em vez de estarmos nós a promover, ele próprio faz esse trabalho e é muito mais real», assevera Carla Sá.

Depois de um ano de 2021 «excelente em termos de resultados e crescimento», com um volume de negócios cerca de 20% acima do registado em 2020, para um valor de 42 milhões de euros no grupo Impetus (sem a Acatel), o primeiro semestre do ano também «correu muito bem em termos de vendas», garante o diretor comercial, que aponta para «um crescimento de 25% a 30% em alguns mercados, em vendas que se vão repercutir em faturação em 2023». Contudo, ressalva Manuel Torres, «tudo isto pode abrandar. Nunca vivemos uma situação tão imprevisível como a atual. Qualquer projeção que possa ser feita, pode ser logo deitada por terra, porque todos os dias acontecem coisas novas, desde a guerra e subida das taxas de inflação à volatilidade dos custos dos transportes e das matérias-primas».