Início Arquivo

Incerteza marca salões de decoração

Os salões de decoração realizados em Setembro marcaram passo, reflectindo assim a tensão e a expectativa dos mercados internacionais. Esta baixa sentiu-se sobretudo em Bruxelas, onde a Decosit, feira de tecidos para decoração que reuniu 370 expositores, viu o seu número de visitas descer 3%, para os 13.300 visitantes. Este salão recebeu menos visitantes dos Estados Unidos, Médio Oriente e França, tendo em contrapartida a Itália, Espanha, Turquia e Europa de Leste estado bem representadas. Ambiente mais calmo viveu o salão vizinho, Indigo, dedicado aos estilistas, que contou com 130 expositores e atraíu 3.477 expositores, menos 2,5% que na última edição. Quanto ao Maison & Objet, realizado em Paris, o resultado foi bem mais animador para as 2.840 marcas presentes, uma vez que atraíu 64.055 visitantes, mais 3% relativamente à edição passada. Ao contrário do salão belga, foi a adesão dos estrangeiros, num total de 19.012 pessoas (mais 12,3% que na edição anterior), que permitiu ao Maison & Objet melhorar a sua performance, nomeadamente através dos visitantes dos países mais distantes, como os Estados Unidos, Canadá, Ásia e Médio Oriente. Em contraponto, os compradores franceses baixaram a sua presença em 0,4%, sentida especialmente naqueles oriundos do Sul do país, a braços com graves inundações e greves das companhias aéreas.