Início Notícias Tecnologia

Inditex mais tecnológica

A Inditex produz mais de mil milhões de peças de vestuário por ano em 50 mil fábricas. Organizar um volume desta dimensão pode ser um desafio para muitas empresas, razão pela qual o grupo espanhol desenvolveu um novo projeto que recorre à Radio Frequency Identification (RFID) para identificar cada peça individualmente e ter conhecimento, em tempo real, do seu paradeiro físico.

O projeto tecnológico da Inditex já foi instalado em 1.542 lojas em 64 mercados e deverá estar totalmente operacional em todas as lojas da Zara até ao final de 2016. A tecnologia RFID da Inditex é registada em chips embutidos nas etiquetas de vigilância eletrónicas dos artigos, que são adicionados às peças assim que chegam aos centros de logística do grupo.

A inovação proporciona informações precisas sobre todas as remessas recebidas na loja e dados exatos sobre a disponibilidade do produto nas lojas ou armazéns. A tecnologia também faz com que a logística se processe ainda mais rápido, ao permitir pedidos de vestuário individuais usando mensagens internas e garantindo o seu envio para qualquer loja do mundo em menos de 48 horas.

A tecnologia RFID melhora ainda o fluxo de trabalho na loja e possibilita um reforço de segurança. Os funcionários vão agora poder controlar a perda de inventário atribuída a fatores como roubo, danos em trânsito e erros administrativos e de caixa. Sendo que esta retração é responsável por 0,8% das perdas nas vendas anuais da Inditex, representando quase 170 milhões de euros.

Adicionalmente, as lojas da empresa, que recebem novos stocks duas vezes por semana, desfrutam agora de uma gestão mais ágil do vestuário devido à nova tecnologia. A RDIF facilita ainda a reposição de stock e gestão de inventário, o que significa que a equipa pode encontrar uma peça de roupa, com recurso a um PDA, com mais facilidade.

Os dados incorporados no chip são eliminados assim que o alarme é desativado depois da compra. Os alarmes de segurança utilizados foram desenvolvidos pela Inditex e produzidos pela Tyco. «Este é um projeto de inovação na sua forma mais pura, não há outro igual no mundo e foi desenvolvido inteiramente por nós», afirmou o CEO da empresa, Pablo Isla, à EFE.

Ainda que outros retalhistas tenham adotado já a tecnologia RFID, a Inditex é a primeira empresa a projetar um sistema reutilizável e reciclável a 100%, de acordo com o responsável pelo projeto na empresa, Ivan Escudero. Enquanto muitas marcas incorporam os códigos em diferentes etiquetas de interiores e exteriores, a Inditex tem conseguido gravar os dados nos alarmes de segurança das peças de vestuário, que podem ser reutilizados mais de 100 vezes.

A empresa já investiu mais de 4 mil milhões de euros no projeto ao longo dos últimos 2 anos, consolidando um modelo de negócio que a levou a conquistar o pódio da fast fashion. Depois da implementação do sistema em mais de 2.000 lojas da Zara, a Inditex planeia lançar etiquetas RFID nas marcas irmãs Massimo Dutti, Bershka, Stradivarius, Pull & Bear, Oysho, Zara Home e Uterqüe.