Início Arquivo

Inditex supera expectativas

A Inditex voltou a exceder as estimativas dos analistas nos seus resultados referentes ao primeiro semestre do ano. A empresa fundada e gerida por Amâncio Ortega encerrou os primeiros seis meses do ano fiscal com um lucro líquido de 628 milhões de euros, o que significa um crescimento de 68% face aos valores homólogos de 2009. A proprietária da Zara, além do crescimento dos lucros, viu as vendas elevarem-se para os 5.525 milhões de euros na primeira metade do exercício corrente. Uma tendência que, segundo comunicado da empresa, irá manter-se nos meses subsequentes. Em termos de vendas, o crescimento verificado face a igual período de 2009 foi de 14% em termos globais. No que diz respeito às vendas comparáveis, as referentes aos metros quadrados de venda existentes há um ano apresentaram um crescimento de 5%, um claro sinal que a empresa se mantém imune à crise económica que tem afectado este indicador em muitas cadeias de retalho de moda. No período reportado a expansão da sua rede de lojas foi de 173 novos locais em 37 países distintos. Estas novas aberturas elevaram para 4.780 o número de espaços comerciais do total das suas 8 cadeias. A sua presença estende-se já por 77 países e beneficiou da entrada do maior retalhista de moda do mundo no mercado indiano. A expansão internacional registada na última década tem proporcionado à Inditex uma forte independência face às vendas no seu mercado de origem, uma estratégia perseguida por qualquer marca de moda mundial e que tem permitido à empresa galega que a actual crise vivida em Espanha não cerceie o seu crescimento. A distribuição das suas vendas por geografias coloca a Espanha com um peso de 28%, a Europa com 45%, o continente americano com 12% e o Asiático com 15%. Para o segundo semestre, as expectativas dos analistas e da imprensa especializada prendem-se com a continuidade deste ritmo de crescimento e com o impacto que a abertura da loja on-line da Zara poderá ter nas contas da Inditex.