Início Notícias Tecnologia

Inovação da Lectra premiada na Texprocess

A tecnologia Fashion on Demand da multinacional de origem francesa foi uma das quatro galardoadas na feira de processamento de têxteis e materiais flexíveis que decorre até sexta-feira em Frankfurt. Soluções da Dürkopp Adler, da Vetron Typical Europe e a Assyst foram as outras inovações destacadas.

Walter Wahlt (Adidas), Holger Max-Lang (Lectra), Thomas Bareiß ( Secretário de Estado da Economia e Energia da Alemanha) e Detlef Braun (Messe Frankfurt)

A Lectra foi distinguida na categoria Novo Processo graças à tecnologia Fashion On Demand, que permite automatizar a customização em massa e a produção por encomenda. «Estamos muito orgulhosos por recebermos este prémio prestigiante na Texprocess, o maior evento internacional para todos os players da moda. O Fashion On Demand by Lectra permite às empresas produzir vestuário customizado à mesma velocidade que o pronto-a-vestir e evitar o excesso de stocks ao produzir em quantidades precisas», afirma Holger Max-Lang, presidente para a Europa do Norte e do Leste e Médio Oriente da Lectra.

Holger Max-Lang

A solução automatiza a produção desde a receção da encomenda, às fases de desenvolvimento da produção, até à sala de corte. As empresas podem definir os critérios de personalização para cada artigo, sem interferir nos fluxos de trabalho normais.

«Esta plataforma inovadora sediada na cloud assegura processos de produção eficientes para o feito à medida e a customização e facilita a produção de proximidade para empresas que oferecem produtos individualizados. Esta tecnologia existe e pode ser usada pela indústria da moda», justifica o júri dos Prémios de Inovação da Texprocess, presidido por Walter Wählt, da Adidas, e composto por Alexander Artschwager, do German Institutes for Textile and Fibre Research Denkendorf, Claudia van Bonn, da Deutscher Fachverlag, Ives-Simon Gloy, do Sächsisches Textilforschungsinstitut, Iris Schlomski, da Textile Network, e Kerstin Zöll, da Universidade Hochschule Niederrhein.

Assyst

O outro vencedor na categoria Novo Processo foi a Assyst, por um processo de inovação 3D. A empresa revelou na Texprocess como uma inovação no processo digital pode revolucionar a cadeia de valor têxtil, do design ao desenvolvimento e vendas. A Assyst desenvolveu uma ajuda virtual para a tomada de decisões para todos os envolvidos no processo, desde os designers na fase criativa, passando pelos responsáveis de desenvolvimento de produto na fase de provas virtuais, até às vendas, com a apresentação em loja em 3D. A tecnologia permite ainda uma experiência de produto nova, tanto numa vertente B2B como B2C.

Máquinas de costura revolucionárias

Durkopp Adler

Na categoria Nova Tecnologia, o novo sistema de costura M-Type Delta, da Dürkopp Adler, impressionou o júri. O conceito de costura industrial pode ser integrado numa linha de produção completamente digital para interiores de automóveis, artigos em couro e têxteis técnicos. Além disso, a máquina pode guiar o operador e aumentar continuamente as suas funções e conhecimento.

Vetron

Nesta categoria foi ainda premiada a Vetron Typical Europe pelo seu Vetron Viper, um sistema de costura ultraleve feito com componentes em carbono. O sistema pesa, no total, seis quilos, incluindo cones de fio e o motor, o que significa um robô mais pequeno e mais eficiente em termos de custos que pode ser usado na costura. A solução é, segundo a Texprocess, «compacta, flexível e fácil de instalar e remover».

Os produtos vencedores podem ser vistos numa exposição especial no hall 4.0 da Texprocess, que decorre até manhã, 17 de maio.