Início Arquivo

Inspecção de cargas mais apertada

Retalhistas como a Wal-Mart e a Target estão preocupados e receiam que as regulamentações propostas pelo Serviço Alfandegário Americano possam ter um custo pesado nas suas operações de fornecimento, tornando-os alvo de furtos e acções terroristas. Se estas propostas seguirem em frente, irão obrigar os retalhistas a recolher e a tornar pública a informação sobre a carga a exportar, antes que esta saia de portos estrangeiros para os Estados Unidos. A informação teria que ser mais detalhada do que actualmente e os agentes alfandegários terão assim a possibilidade de examinar a informação e ordenar buscas de carregamentos suspeitos antes dos contentores serem carregados. Actualmente a informação chega às alfândegas quatro dias antes de chegar aos Estados Unidos, ou seja enquanto a carga se encontra ainda no mar. De acordo com o Washington Times o Comissário Alfandegário Robert Bonner, pretende conseguir esta informação em antecipado como parte de um plano mundial para tornar o comércio mais seguro. Estas novas regulamentações podem entrar já em vigor ainda este mês.