Início Arquivo

Interfilière Lyon: um laboratório de ideias

Com o seu Fórum Geral (Espaço Tendências e Tecidoteca), o seu Espaço Designers e as suas “aldeias” fibras, fios e acabamentos, o salão Interfilière Lyon 2005 foi, mais do que nunca, cruzamento entre a criação e a inovação. Ambas patentes nas propostas apresentadas pelos 4 expositores portugueses; Edor, Fernando Valente, Cotex e JPC Elásticos.

As novidades da Edor para esta edição incluíram inovadoras aplicações de silicone em elásticos para artigos seamless, collants e meias de liga. «Registámos uma grande procura de artigos com valor acrescentados, tais como produtos com lurex e elásticos com folhos», declara Ana Paula Pires, directora de exportação da Edor. «Os clientes buscam efectivamente elásticos diferentes quer em acabamentos quer em estruturas». A empresa que mergulhou o elástico num universo de cor e fantasia continua a postar em produtos diferenciados, que posiciona os seus produtos numa gama média-alta e, que por consequência, acaba por implicar uma selecção da própria clientela. «Houve menos presenças comparativamente com a edição anterior, mas o balanço é positivo. Agora é necessário dar uma resposta rápida a todos os pedidos, pois assim o exige o comprador actual», revela Ana Paula Pires. «Procuramos rentabilizar cada vez mais esta aposta na Interfilière».

Para a Fernando Valente, esta primeira participação na Interfilière Lyon foi acompanhada da mesma boa estrelinha que a empresa tinha já conhecido durante a sua estreia na Interfilière Paris. «Esta participação correu mesmo acima das nossas expectativas, já que efectuámos praticament 5 dezenas de bons contactos», afirma Fernanda Valente, administradora da empresa. O sucesso deveu-se não só à inovadora panóplia de produtos mas também à atractividade do próprio stand que constituiu um excelente convite ao negócio. «Esta proximidade com a Edor e a Cotex contribuiu para vender Portugal como um produto, já que, em conjunto, a nossa oferta é complementar», sustenta a administradora. Para esta edição, a Fernando Valente trouxe a “módica” quantidade de 180 amostras com uma grande variedade de acabamentos – toque de algodão, anti-bacterianos em fio, tules estampados, etc. –, 3 das quais mereceram especial destaque no Fórum Interfilière.

As sublimes rendas da Cotex granjearam uma vez mais a admiração de muitos visitantes. «Há uma grande procura de rendas, sobretudo das mais finas, ditada pelas tendências da moda actual», explica Nelson Cruz, director comercial. «Esta edição correu ainda melhor que a edição do ano passado. Tivemos bastantes contactos da Europa de Leste, da Itália, do Brasil, de Israel, da Tunísia e da Turquia». Com a sua estreia na edição passada, as rendas da Cotex figuram agora em novos mercados como a Suécia e a Roménia. 

«A feira decorreu de acordo com as nossas expectativas, pois registámos um número de contactos, e qualidade do mesmo, semelhante às edições precedentes», declara José Gonçalves, administrador da JPC. «Deste modo, o balanço global é bastante positivo». A empresa especialista em elásticos apresentou um universo de novidades nos catálogos que propunha aos seus actuais e futuros clientes. «Dispomos de catálogos especializados em estampados, com novas propostas em termos de matérias-primas e de cores segundo as últimas tendências da moda», sublinha o administrador da JPC. Mas a maior inovação apresentada pela empresa foi inegavelmente os novos desenvolvimentos com aromas, que mereceram especial destaque no Fórum do próprio salão.