Início Arquivo

Investigadora portuguesa premiada

No passado dia um de Julho, a comunicação “Relationship Between Fibrous Structure and Spunbond Process” valeu a Rita Salvado, docente do Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis da Universidade da Beira Interior (UBI), a atribuição do prémio “Melhor Artigo de Investigação Submetido em 2003”, no âmbito do “Student Award”, atribuído pela Fiber Society. Rita Salvado apresentou a referida comunicação durante a conferência “Fiber Society Spring 2003 Conference”, que se realizou entre 29 de Junho e 2 de Julho, em Loughborough, Inglaterra. A comunicação foi baseada na sua tese de doutoramento. “A tese incide sobre os materiais não-tecidos, um dos materiais têxteis mais recentes e chamados assim uma vez que não passam pelo fio, utilizando-se as fibras directamente para produzir materiais planares. Esta definição, necessariamente resumida e formal, configura uma fronteira muito ténue entre estes materiais, o papel e o plástico”, explicou duma forma sucinta ao Jornal Têxtil. Neste âmbito, Rita Salvado estudou particularmente os materiais não-tecidos denominados spunbonded, por se fabricarem através da tecnologia spunbond, que pode ser traduzida como fiagem directa. “Constituem o grupo de materiais não-tecidos com um campo de aplicação mais vasto e que vieram facilitar a vida de toda a gente. São materiais muito utilizados no dia-a-dia, em higiene pessoal, nomeadamente fraldas, na agricultura e nas embalagens. Assim, o objectivo do estudo era analisar e caracterizar com muito detalhe a estrutura dos materiais spunbonded e a forma como esta se relaciona com o processo tecnológico de fabrico, percebendo o efeito da variação de alguns parâmetros tecnológicos na qualidade do material e consequentemente do produto. Pude indicar com clareza quais os parâmetros que influenciam e como influenciam, de forma a optimizar o desempenho dos materiais”, acrescentou a docente. O doutoramento processou-se num regime de co-tutela entre a UBI e a École Nationale Supérieure des Industries Textiles de Mulhouse (ENSITM). Para além disto, Rita Salvado teve o label de doutoramento europeu, o que significa que realizou parte do trabalho de doutoramento em três países diferentes da Comunidade Europeia: Portugal, França e Suécia. Durante o doutoramento, Rita Salvado estabeleceu contactos com empresas e parcerias com algumas delas. Um dos parceiros foi a Rieter-Perfojet, em França, empresa de engenharia líder na produção de equipamento para produzir não-tecidos spunlace, fabricados através da ligação por jactos de água, típica dos toalhetes, entre outros artigos e não-tecidos spunbonded, na qual esteve 3 meses. Outro dos parceiros foi a SCA – Hygiene Products AB, na Suécia, empresa produtora de artigos de higiene, líder europeu do mercado de produtos de incontinência para adultos, na qual esteve 16 meses. “Devido às parcerias estabelecidas e por causa delas, a principal consequência prática do meu trabalho foi ajudar as empresas parceiras a melhorar o conhecimento do processo tecnológico e o material”, afirmou. Destacando a componente prática do trabalho realizado, a docente assegura que “o desenvolvimento não finalizou e não quero restringir o meu trabalho à área de higiene. Pretendo tirar partido da optimização dos materiais estudados, encontrando novos parceiros que ajudem a desenvolver a sua aplicação noutras áreas, como por exemplo, filtros industriais e artigos hospitalares. Neste último caso, as possibilidades de aplicação são enormes, dado que como apresentam estruturas mais complexas, apresentam características optimizadas, que impedem, por exemplo, a contaminação por bactérias. Também gostaria de apostar no estudo de outros materiais não-tecidos, como os SMS e SMMS, que resultam de combinações de spunbond (S) e meltblown (M), materiais muito em voga actualmente”. Quando questionada sobre o significado do prémio recebido, Rita Salvado afirma que “obviamente, o prémio deu-me uma enorme satisfação pessoal, porque foi o reconhecimento do meu trabalho pela elite da comunidade cientifica têxtil. No entanto, creio que também foi muito importante para a UBI e para a comunidade científica têxtil nacional. Mas nada disto teria sido conseguido sem o apoio dos meus parceiros do sector industrial, empresas de excepção, com profissionais altamente qualificados e cuja colaboração valorizou muito o meu trabalho”. Quanto ao futuro, a docente refere que um dos seus objectivos é também contribuir para o desenvolvimento do sector em Portugal, apontado como de futuro está aberta a todas as colaborações que possam surgir. “A tecnologia já existe em Portugal, havendo muitas empresas a utilizá-la”, assegura Rita Salvado. A curto prazo, a jovem docente vai leccionar na ENSITM, como professora convidada. A Fiber Society, associação profissional e científica sem fins lucrativos, foi fundada em 1941 com a missão de promover o conhecimento científico relativo às fibras, produtos baseados em fibras e materiais fibrosos. É composta por químicos, físicos e engenheiros com interesses na área, que são nomeados exclusivamente com base no seu mérito cientifico. Um estudante graduado também pode ser admitido como membro, desde que recomendado por um orientador sénior. A associação patrocina a Fiber Society Lectureships em escolas de estudos superiores nos EUA, cuja finalidade subjacente é familiarizar estudantes e académicos com os desafios e as oportunidades no campo da ciência e tecnologia das fibras. Também patrocina um prémio, o Award for Distinguished Achievement in Fiber Science, destinado a indivíduos com menos de 40 anos, com o objectivo de reconhecer a inovação e estimular o compromisso de investigação continuada ao campo da ciência da fibra. O prémio Founders Award foi criado para contribuições proeminentes no estudo da ciência e tecnologia das fibras, materiais fibrosos e produtos à base de fibras, independentemente da idade. A sociedade também premeia e reconhece a carreira dos membros através do Honorary Membership. O objectivo do Student Award é reconhecer uma contribuição relevante para a ciência e tecnologia das fibras por parte de estudantes ou recém licenciados de doutoramento e mestrado, bem como encorajar a participação de jovens cientistas nas conferências organizadas pela Fiber Society.