Início Notícias Gerais

Investimento das empresas vai diminuir 9%

A crise económica provocada pela pandemia de Covid-19 está a retrair as intenções de investimento dos empresários nacionais. O INE prevê que o investimento caía 8,9% em 2020.

A disseminação do novo coronavírus continua a afetar o quotidiano das empresas. Para além da quebra das receitas, o INE anuncia agora que também o investimento das empresas deverá afundar em 2020.

Segundo o Inquérito de Conjuntura ao Investimento de abril de 2020 – com período de inquirição entre 1 de abril e 25 de junho – o investimento empresarial em termos nominais deverá descer 8,9% em 2020. Este valor compara com o crescimento nominal de 4,3% do investimento em 2019.

«O investimento empresarial, em termos nominais, deverá diminuir 8,9% em 2020, o que compara com a previsão inicial de aumento de 3,6% no inquérito de outubro de 2019 sobre as intenções de 2020», refere o INE, citado pelo ECO. «Esta alteração reflete o impacto da pandemia Covid-19 na atividade económica e nas expectativas das empresas», aponta.

Quase dois terços dos sectores antecipam uma redução no investimento, sendo o principal fator para essa quebra a deterioração das perspetivas de venda.

«Oito das 13 seções apresentam taxas de variação negativas da Formação Bruta de Capital Fixo empresarial. Os contributos negativos mais acentuados vieram das Indústrias Transformadoras (contributo de -6,0 pontos percentuais e variação de -21,5%) e do Comércio por Grosso e Retalho; Reparação de Veículos Automóveis e Motociclos (contributo de -3.0 p.p. e variação de -18,2%)», indica o INE. «Em sentido inverso, as seções de Transportes e Armazenagem e de Atividades Financeiras e de Seguros registam os contributos positivos mais significativos para a variação do investimento total em 2020 (+3,1 p.p e +0,7 p.p. respetivamente), correspondentes a taxas de crescimento de 39,6% e 9,8%, pela mesma ordem», destaca.