Início Destaques

ISPO Munich 2021 será híbrida

Face às restrições nas viagens que ainda perduram, a Messe München decidiu avançar para um formato híbrido para a maior feira de desporto da Europa. Os expositores e visitantes poderão escolher de que forma, presencial ou virtual, querem participar na ISPO Munich do próximo ano.

ISPO Munich 2020 [©Messe München GmbH]

A comunicação da decisão está a ser feita hoje, tanto aos expositores como à imprensa. Segundo Tania Mutert de Barros, representante da feira de Munique em Portugal, «como as restrições de viagem para Alemanha continuam a afetar a grande maioria dos países europeus, infelizmente não é viável realizar a feira no seu formato habitual».

Durante a pandemia, a organização esteve a trabalhar em novos formatos digitais e, por isso, está agora em condições de oferecer plataformas e serviços virtuais para expositores e visitantes que sejam afetados pelas restrições das viagens ou simplesmente prefiram não se deslocar ao recinto da Messe München.

«O coronavírus é um acelerador transformador em muitas indústrias. Nós também respondemos às atuais restrições oferecendo de forma rápida e ágil novas plataformas de negócio aos nossos clientes. A vasta experiência em produtos digitais que ganhamos ao longo dos anos deram-nos um enorme impulso», assume Klaus Dittrich, presidente do conselho de administração e CEO da Messe München. «O híbrido, isto é, uma mistura de eventos online e presenciais, tornou-se o “novo normal”. Mesmo que muitos de nós possam encontrar-se pessoalmente em breve, ninguém vai querer deixar escapar as oportunidades digitais oferecidas como parte dos nossos eventos», acredita.

Tania Mutert de Barros

Esta versão híbrida irá ser aplicada a diferentes feiras, incluindo a feira de arquitetura e materiais BAU, que se realiza de 13 a 15 de janeiro, e a ISPO Munich, agendada para 31 de janeiro a 3 de fevereiro. «A grande e ativa comunidade da ISPO é convidada a participar na feira híbrida em 2021», mantendo assim o networking entre profissionais, explica Tânia Barros.

Já feira física abrirá as suas portas «a um grupo selecionado de consumidores finais, com alta afinidade para o sector do desporto», acrescenta a representante da feira em Portugal, que adianta que os expositores poderão participar com uma presença física e/ou digital. «A equipa da feira tem agora o desafio de recomeçar o planeamento dos stands num formato adaptado à pandemia», revela.

ISPO ReStart Days [©Messe München GmbH]
Os visitantes poderão igualmente estar presentes fisicamente ou digitalmente e o programa habitual de eventos paralelos deverá seguir o modelo já testado com sucesso no ISPO Re.Start Days, com os oradores das conferências no recinto de feiras e a transmissão em direto em streaming. Nos dias 30 de junho e 1 de julho, a ISPO Re.Start Days juntou palestrantes e representantes da indústria em mais de 60 sessões interativas para discutir oportunidades futuras, novas abordagens e fatores de motivação no processo. Os oradores encontraram-se em estúdio e pessoas de 50 países estiveram ligadas remotamente, com a possibilidade de colocarem questões e interagirem. «Graças à nossa experiência com a ISPO Re.Start Days no verão, seremos capazes de avançar digitalmente na ISPO Munich: vai ser interativo, variado e com transferência concentrada de know-how», indicou o diretor da feira, Markus Hefter.