Início Arquivo

Itália é um dos destinos dos fios de fibras nacionais

A Itália é um dos principais destinos das exportações nacionais de fio de fibras sintéticas descontínuas. Este país assume, por outro lado, a quinta posição dos importadores da UE deste tipo de artigos, com as transferências totais do exterior para este mercado a atingirem, em 2000, 132,2 milhões de euros, crescendo 19,7% face ao ano anterior. O preço médio das importações italianas fixou-se em 3,06 euros/kg, enquanto que em 1999 atingia 2,67 euros/kg. A Turquia é o maior fornecedor italiano, tendo exportado em 2000 25,6 milhões de euros, que representa 19,4% das importações totais italianas de fios de fibras sintéticas descontínuas. A Indonésia assume a segunda posição com um peso relativo de 14,5%. Assim, os dois principais abastecedores do mercado transalpino concentram 1/3 das transacções mundiais deste tipo de fio que se destinam a este mercado. Portugal é o sexto maior fornecedor, com as exportações a fixarem-se em 6,7 milhões de euros. Apesar da diminuta importância relativa da produção nacional nas importações italianas, ressalva-se o facto das exportações terem crescido 33,4% entre 1999 e 2000, contribuindo para uma melhoria da posição nacional. Na primeira metade de 2001 é notória a perda de importância da Turquia, uma vez que neste período detinha uma quota de, apenas, 14,3%, valor semelhante ao conquistado pela Indonésia. A ficha informativa relativa a este mercado e a este produto está disponível no PortugalTêxtil.com.