Início Arquivo

Italianos descalçam a bota

Sistema Moda Itália (SMI) é o nome da nova associação do sector têxtil italiano, fruto da fusão de duas das principais organizações do sector, designadamente a Moda Indústria, que representa as industrias de vestuário, de malha e calçado, e a Associazone dell’ Industria Laniera que engloba os sectores de fiação e tecidos de lã.

Este novo organismo tem como objectivo representar e defender os interesses do sector face às diferentes entidades, nacionais e internacionais, tendo iniciado actividade no inicio deste ano. É dirigido por um comité de quatro pessoas, representando as duas associações iniciais, tendo dois presidentes, Vittorio Giulini e Leandro Gualtieri, e dois vice presidentes, Gaetano Marzotto e Ottavio Festa. Numa primeira fase, SMI representará as empresas que realizam mais de 6,669 milhões de contos de volume de negócios, mas deverá crescer pois a Associação dos Produtores de Sêda Italianos (Serica ) anunciou a sua possível adesão a partir do mês de Fevereiro. Com o aparecimento da SMI, outra grande concentração têxtil entra em cena, a grande Associação do Algodão e dos Lanificios e a organização que representa as empresas de acabamentos e estamparia anunciaram a sua intenção de se fundirem, estando a operação prevista para o fim do primeiro semestre deste ano. Esta nova federação representará mais de 2,211 milhões de contos de volume de negócios, «Nós temos exigências particulares que não vão sempre no mesmo sentido das exigências dos outros intervenientes do têxtil. Por agora preferimos ficar como uma organização encarregada dos interesses da fiação a montante», explicam os dirigentes desta associação presidida por Rino Bonomi, administrador delegado da Cotonifico Carlo Bonomi.