Início Arquivo

ITV europeia em 99

Na Assembleia Geral da Euratex – Associação Europeia da Indústria Têxtil e do Vestuário que teve lugar no dia 8 de Junho foram apresentados os indicadores estatísticos mais importantes do sector no ano de 1999.

Os números indicam que de uma maneira geral 99 foi pouco positivo comparado com o ano precedente. O Volume de Negócios registou um decréscimo de (-) 4,9 % relativamente ao ano anterior, cifrando-se em 189,6 biliões de ECUS. O Investimento também teve uma redução face a 1998 (-) 9,5%, cifrando-se em 6,8 biliões de ECUS. O número de Trabalhadores e Empresas no STV Europeu diminuiu relativamente ao ano de 1998 -2.262.600 Trabalhadores (-3,6%) e 120.324 Empresas (-2,6%). A Balança Comercial Têxtil e Vestuário apresenta um Saldo Negativo de (-)25,1 biliões de ECUS que se agravou em 1999, uma vez que as Importações aumentaram (5,4%) situando-se nos 58 biliões de ECUS e as Exportações diminuiram (-1,6%) situando-se nos 32,9 biliões de ECUS.

Os Principais Parceiros Comerciais da UE não sofreram variações significativas. A China reforça a sua posição como Principal Fornecedor da UE, ocupando o 3º lugar no Têxtil (1413,5 milhões de ECUS) e o 1º lugar no Vestuário (6556,2 milhões de ECUS). Outro Fornecedor preponderante que reforçou a sua posição em 1999 foi a Turquia. Este país ocupa o 1º lugar entre os Fornecedores Têxteis (1770,4 milhões de ECUS) e o 2º lugar entre os Fornecedores de Vestuário (4567,8 milhões ECUS).

Entre os Principais Clientes da UE, os EUA mantêm a primeira posição, tanto no Têxtil (2343,4 milhões de ECUS), como no Vestuário (2158,6 milhões de ECUS).

No Sector Têxtil os restantes clientes da UE são Países com os quais temos relações preferenciais (Polónia, Tunísia, Marrocos, Roménia). No caso do Vestuário,a seguir aos EUA, aparecem a Suíça (2054,6 biliões ECUS) e o Japão (1308,6 biliões ECUS).