Início Destaques

ITV europeia faz “dois em um” no Porto

Num evento duplo que junta a 10.ª Convenção Europeia do Têxtil e Vestuário e o 24.º Fórum da Indústria Têxtil, empresários e especialistas da ITV discutem, a 13 de outubro, o futuro deste sector. “Sustentabilidade e Competitividade” serve de mote a um debate que reúne empresas como a TMG Automotive, Tintex, Recover e Ganni.

O hotel Crowne Plaza, no Porto, será o palco desta assembleia magna da ITV, cuja abertura está agendada para as 9h com as intervenções de Mário Jorge Machado, presidente da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, e Alberto Paccanelli, presidente da Euratex, que habitualmente organizam, respetivamente, o Fórum da Indústria Têxtil e a Convenção Europeia do Têxtil e Vestuário.

Com o tema Sustentabilidade e Competitividade, o programa prossegue com Pedro Siza Vieira, ex-Ministro da Economia, seguindo-se um debate, às 11h, sobre medir e comunicar sustentabilidade, que contará com Isabel Furtado, CEO da TMG Automotive, a que se juntarão Lucy Shea, CEO da Futerra, Shahriare Mahmood, diretor de sustentabilidade da Spinnova, Andreas Christen, COO da Lantal Textiles e Robert Šimek, diretor da Retex.

Isabel Furtado
Ricardo Silva

No segundo painel, ainda durante a manhã, o tema será a sustentabilidade financeira da ITV, estando prevista as intervenções de Ricardo Silva, CEO da Tintex, Giovanni Schneider, presidente do G. Schneider Group, Andrea Baldo, CEO da Ganni, Sarah Kent, correspondente-chefe de sustentabilidade do Business of Fashion, e Elif Semra Ceylan, gestora sénior da EY Consulting.

A parte da tarde será ocupada por workshops dedicados à responsabilidade dos produtores nos têxteis, passaporte digital do produto, reciclagem de resíduos têxteis e etiquetagem da sustentabilidade, antes da sessão de encerramento, marcada para as 16h30.

«O tema da conferência é a Sustentabilidade e Competitividade. No entanto, outros desafios ameaçam agora o sector: a guerra na Ucrânia, a inflação e o aumento dos custos energéticos. Nesse contexto, é imperativo para a indústria ser forte e coesa», explica a organização em comunicado. «Esta é uma grande oportunidade para a indústria têxtil europeia responder com valores agregados de qualidade da indústria, inovação e criatividade. Além disso, é fundamental garantir que a voz da indústria têxtil europeia é ouvida, para criar uma estrutura política favorável à competitividade global», afirma.

Mostra da indústria nacional

Com o objetivo de aproveitar sinergias, como refere em comunicado, a ATP irá ainda apresentar na convenção o showcase Sustainable Fashion From Portugal, uma exposição que mostra o empenho da ITV nacional na sustentabilidade. «Em exposição vão estar coordenados de moda confecionados com materiais sustentáveis exclusivamente portugueses obtidos através de vários processos, incluindo tecidos de liocel, algodão orgânico e reciclado, lã reciclada, revestimentos feitos a partir de resíduos de cortiça, fibras feitas a partir de plástico retirado dos oceanos e reciclado», explica a associação.

Sofia Botelho e Ana Paula Dinis

Uma mostra que conta com o contributo das empresas Burel Factory, Lemar, Tintex, LMA, Acatel, Albano Morgado, RDD Textiles e Troficolor, às quais se juntam um coletivo de jovens designers de moda com a curadoria de Paulo Gomes.

Já no dia 14 de outubro, estão previstas visitas à JF Almeida, à Riopele, à TMG Automotive e ao CITEVE.