Início Notícias Tecnologia

Jeans inteligentes

Elevando a tecnologia wearable a nível pioneiro, a Levi Strauss uniu-se ao gigante tecnológico Google para desenvolver um modelo de jeans inteligentes, que mantém os utilizadores em interação constante com os seus dispositivos eletrónicos.

Esta parceria surge no âmbito da iniciativa “Projeto Jacquard” criada pela Google e revelada recentemente na conferência anual de programadores, organizada pela empresa americana em São Francisco. Batizado em memória de um mecânico francês que no século XIX construiu um tear inteiramente automatizado, o Projeto Jacquard está nas mãos de uma pequena equipa da Google, a divisão de tecnologia e projetos avançados (ATAP na sigla inglesa) do grupo, dedicada ao desenvolvimento de inovações de grande amplitude, como carros de condução inteiramente automática.

O objetivo do projeto é confrontar as limitações convencionais da tecnologia wearable, «dissociando o interface tátil do dispositivo digital», explicou a Google. O Projeto Jacquard faz com que gestos simples, como tocar os deslizar sobre as roupas, enviem um sinal para o aparelho móvel do utilizador, ativando funcionalidades, como silenciar chamadas ou enviar uma mensagem de texto.

Levis03Junho015A Levi Strauss será a primeira parceira do Projeto Jacquard. «A Levi’s manteve-se sempre fiel aos seus produtos icónicos, introduzindo simultaneamente inovações que respondem aos desafios correntes da vida moderna», afirmou Paul Dillinger, diretor de inovação de produto da marca de denim. «Estamos a criar têxteis interativos», acrescentou Emre Karagozler, membro da divisão ATAP, apresentando um tecido inteligente. «Fazemo-lo tecendo fios condutores no tecido», revelou.

Os fios especiais podem ser incorporados numa vasta gama de tecidos e concebidos para se destacarem ou serem invisíveis, adaptando-se às aspirações dos designers. A condutividade pode ser limitada a determinadas partes do tecido ou estendida a toda a sua superfície. «É elástico e lavável», assegurou Karagozler, à medida que outros intervenientes controlavam luzes e ecrãs de computadores mediante apenas o toque digital num tecido em exposição. «É como um tecido normal», sublinhou. O Projeto Jacquard permite a incorporação da interatividade dos gestos e do toque em qualquer têxtil, utilizando teares industriais convencionais, refere a Google. Qualquer produto que inclua tecidos, desde fatos a vestido, mobiliário e carpetes, pode potencialmente integrar funcionalidades de controlo tátil.

O fio condutor está ligado a circuitos de pequena dimensão, não superiores ao tamanho de botões, com componentes eletrónicos miniaturizados que podem usar algoritmos para reconhecer toques ou furtos, indicou a ATAP. «No nosso mundo híper digital, as pessoas lutam constantemente para estarem fisicamente presentes no seu ambiente, mantendo a conexão digital», sustentou Paul Dillinger, que marcou presença no evento de apresentação da Google. «O trabalho que a Google e a Levi’s estão a desenvolver com o Projeto Jacquard cria um valor totalmente novo para os consumidores, com vestuário que é emocional, aspiracional e funcional», destacou.