Início Arquivo

Jerónimo Martins aposta no Brasil

O segundo maior retalhista português, Jerónimo Martins (JM), adiantou na passada terça-feira que vai investir cerca de 48 milhões de euros para expandir e consolidar a sua cadeia Sé Supermercados no Brasil. No mercado falou-se que o gigante Wal-Mart estava interessado em comprar a cadeia de supermercados brasileira empresa da portuguesa. As acções da Jerónimo Martins reagiram bem a esta notícia, subindo quase 6%, para 9,4 euros. Mas, fonte da JM adiantou ao Diário Económico não terem sido contactados pela Wal-Mart. Mas Luiz Carlos Durante, presidente dos Recursos Humanos da Sé Supermercados no Brasil, afirmou que a cadeia não está à venda. Este boato surgiu depois da Jerónimo Martins ter anunciado há duas semanas que tinha vendido 150 milhões de euros em fundos não estratégicos para pagar uma dívida. “Não faz o menor sentido que os nossos accionistas nos capitalizassem com cerca de nove milhões de contos no Brasil, se fossem vender a operação”, adiantou Durante. “Os investimentos que estão a ser feitos para fazer face à concorrência, que nós sabemos que é forte”, acrescentou. O director anunciou que «a decisão de fazer novos investimentos na Sé Supermercados demonstra a disposição da JM em ampliar a sua actuação no sector da distribuição no Brasil, num momento em que as operações neste sector em Portugal já estão em fase de maturidade e equilíbrio». A Wal-Mart ocupa o sexto lugar no ranking de retalhistas no Brasil, com uma quota de mercado que não ultrapassa os 1,8%. A cadeia de supermercados Sé é considerada o sétimo maior retalhista no Brasil, com receitas na ordem dos 88 milhões de contos em 2000. Somente no Estado de São Paulo, o mercado mais saudável do país, a Sé Supermercados é a terceira maior cadeia de supermercados.