Início Notícias Marcas

Lacoste à distância de um clique

A marca francesa que tem o leme artístico nas mãos do designer português Felipe Oliveira Baptista inaugurou a sua morada online em Portugal. Fruto de uma estratégia global de implementação da estrutura de comércio eletrónico, a Lacoste anunciou há dias a abertura da flagship digital lacoste.com/pt. A coleção outono-inverno que celebra o fundador da insígnia já pode ser adquirida através de cliques.

A partir do website, os admiradores portugueses da marca de raízes desportivas e elegância casual podem aceder às três coleções: Lacoste (linha principal), Lacoste L!VE (linha mais contemporânea) e Lacoste Sport, (linha de performance) para homem, mulher e criança. Em lacoste.com/pt é possível percorrer todo o universo da marca em 1.200 artigos, divididos entre vestuário, acessórios e marroquinaria.

Tal como noutros mercados, Portugal desfruta de um conjunto de conteúdos especiais de comércio eletrónico, que vão desde ofertas e promoções ao acesso a produtos exclusivos – como a personalização através de iniciais do nome ou cores do icónico polo L.12.12.

A estética do website assenta nos códigos de design comuns a todos os produtos da marca, proporcionando um ambiente de compras minimalista.

Para além da comercialização dos produtos, em lacoste.com/pt é ainda possível folhear os conteúdos da “Le Magazine”, a revista digital editada pela marca, que inclui entrevistas e artigos sobre personalidades e produtos, imagens de bastidores das campanhas e as últimas colaborações de design do universo Lacoste.

Contributo nacional

Em 2010, a marca de origem francesa anunciava o seu “novo crocodilo” e Felipe Oliveira Baptista assumia a direção artística da Lacoste. O designer de raízes açorianas formado pela Kingston University em 1997, com passagem pela Max Mara, Christophe Lemaire e Cerruti e uma dedicação de 10 anos à sua marca epónima interrompida em 2014 (ver Fim do primeiro capítulo), assume atualmente apresentações bianuais na passerelle da Semana de Moda de Nova Iorque em nome da insígnia do “le crocodile” original, René Lacoste.

A coleção de pronto-a-vestir para o outono-inverno 2015/16 – disponível no portal de comércio eletrónico da marca –, apresentada na “Big Apple” em fevereiro último, é um regresso às origens e aos arquivos da marca e celebra, precisamente, a figura de René Lacoste (ver Tal como René).

A frase “René did it first” (em português, “René fez primeiro”) e o nome “René” marcam algumas das peças, e as silhuetas de revivalismo dos anos 30 brindam ao ténis – René Lacoste foi jogador de ténis profissional, tendo ganho sete títulos do Grand Slam antes de criar a sua própria marca de roupa.

O sportswear clássico da Lacoste é assim reinterpretado para o público contemporâneo e urbano numa coleção quase andrógina. «Queria dar um lado mais engraçado à coleção, por isso há um mix de estilos, com calças desportivas conjugadas com casacos de caxemira», afirmou, na altura, Felipe Oliveira Baptista à AFP.

Se as silhuetas e a nobreza de alguns dos tecidos vêm dos anos 30, as cores vivas e os grafismos são da década de 70 e deliberadamente influenciados pelo trabalho “Os Tenenbaums – Uma Comédia Genial” do cineasta Wes Anderson e respetiva pegada retro (ver O retro saiu à rua).

Na antecipação daquilo que será a primavera-verão 2016 na morada online da Lacoste, recorda-se também a coleção desfilada na “cidade que nunca dorme” em setembro último (ver As olimpíadas segundo Baptista). O Rio de Janeiro receberá os Jogos Olímpicos em 2016, e Felipe Oliveira Baptista encarregou-se do aquecimento durante a Semana de Moda de Nova Iorque. «No próximo ano, a Lacoste veste a equipa francesa na parada e nas cerimónias dos Jogos Olímpicos», revelou o diretor criativo, após o desfile, à AFP.

A coleção primavera-verão 2016 da Lacoste apresentada na passerelle nova-iorquina é marcada por materiais leves que oferecem movimento e elegância desportiva. «Um sportswear que é chique, e um chique que é mais casual», resumiu o designer.

Felipe Oliveira Baptista explicou que a imagem que lhe serviu de inspiração foi a dos atletas que se envolvem na bandeira do seu país no momento da vitória e que esse fragmento de tempo acabou por ser transportado para os padrões em blocos de cor, que constituem a espinha gráfica da coleção. Há ainda a continuação da homenagem à história da marca em maxilogos e looks de inspiração vintage, onde passeiam as sapatilhas modelo René, de 1963, que o próprio fundador usava.

A marca erguida em 1933 está atualmente presente em 114 países – dois produtos Lacoste são vendidos a cada dois segundos nas suas lojas, corners ou rede de distribuição selecionada.