Início Arquivo

Lançamento de novo ERP marca a estratégia da F3M

Formalmente constituída em 1987, a F3M sempre se dedicou-se ao desenvolvimento de software e à consultoria informática. Segundo Susana Durão, responsável de marketing da empresa, “os responsáveis da empresa estabeleceram desde o início duas linhas estratégicas fundamentais. Por um lado não optaram por soluções standard mas por projectos específicos, desenvolvidos muitas vezes em parceria com os clientes. Por outro lado, fugindo do conceito de software-factory, desenvolveram competências internas para cada um desses projectos ser sempre acompanhado pela prestação de serviços de apoio”. Outro aspecto fundamental é a aposta da empresa em nichos de mercado, com fornecimento de software específico. Assim, a empresa está estruturada em quatro unidades de negócio: a Unidade Ópticas (UNO), a Unidade Solidariedade (UNS), a Unidade Produção (UNP), e a Unidade Genéricos (UNG) com projectos não integráveis nas restantes unidades. Relativamente à UNP, esta unidade dedica-se exclusivamente a projectos para a ITV, contando com cerca de 70 clientes, essencialmente PME’s de Confecção e Tecelagem de Malhas. A responsável de marketing salientou que “estando a F3M sediada no Minho, onde a ITV tem um peso tão significativo, tornou-se óbvia a criação desta unidade, que se dedica fundamentalmente ao desenvolvimento de soluções de gestão integrada de produção, cujo objectivo é facilitar a integração e difusão da informação nas empresas do sector, potenciando a sua competitividade”. A responsável técnica da UNP, Ana Esteves, revelou que a prioridade estratégica para o ano 2003 é o lançamento do WinGPR, um Enterprise Resource Planning (ERP) para a indústria da Confecção, que vem substituir o anterior GP2000. “Pretendemos acompanhar o lançamento do WinGPR com uma agressiva campanha de marketing. O WinGPR está já em a ser instalado em clientes-piloto, para testar o seu desempenho em ambiente industrial e, até ao final de 2003, vamos lançar o WinGPT para a indústria de Tecelagem. Todos nós consideramos estes novos softwares uma importante evolução tecnológica e esperamos confirmar a confiança que a ITV deposita em nós, vendo-nos sempre como parceiro privilegiado e simultâneamente aumentar o número de clientes da UNO ”, afirmou Ana Esteves. Susana Durão também referiu o novo serviço de assistência técnica, baseado numa solução Virtual Private Network (VPN) que consiste numa ligação via internet, privada e 100 por cento segura, entre a F3M e o cliente, com o objectivo de melhorar a qualidade dos serviços prestados ao nível da segurança, rapidez, transparência e com custos mais baixos de assistência.