Início Notícias Tecnologia

Lectra convence com Fashion PLM 4.0

A mais recente solução PLM da Lectra está a captar a atenção da indústria da moda. O Fashion PLM 4.0, para gestão do ciclo de vida do produto, apresenta-se numa versão melhorada, com novas características e ferramentas pensadas para ser mais adaptável e facilmente configurável pelo utilizador.

Perseguindo a sua missão de digitalizar o mundo da moda, que tem sido assumida nos vários eventos que organiza na sua sede, em Bordéus (ver Lectra traz digitalização para o mundo real), assim como nas entrevistas do diretor-geral para Portugal e Espanha, Rodrigo Siza (ver Lectra Portugal conectada à Indústria 4.0), a Lectra «identificou a conectividade e a automação como fatores-chave para ajudar as empresas da moda a atingirem a excelência operacional numa nova era marcada pela digitalização», destaca, em comunicado, a multinacional de origem francesa.

Um objetivo que tem reflexo na nova solução PLM. Para o Lectra Fashion PLM 4.0, a empresa desenvolveu o Lectra Easy Connect, uma série de conectores pré-configurados que permitem que a solução interaja com outros sistemas de informação, como o ERP (planeamento de recursos da empresa) ou o CRM (gestão de relações com o cliente). Estes conectores asseguram a integridade da informação ao facilitar um fluxo de dados consistente entre os atores internos e externos da cadeia de aprovisionamento.

A Lectra melhorou ainda a ligação ao processo de design, com o reforço da integração do Adobe Illustrator através de um novo plug-in. Concretamente, isto permite que os designers acedam facilmente aos dados da plataforma, nomeadamente a ficheiros PDF e fotografias, ao mesmo tempo que continuam a trabalhar no seu ambiente habitual. O acesso aos dados armazenados na plataforma e a liberdade para trabalhar com ferramentas criativas familiares faz com que seja mais fácil para os designers aderirem ao PLM.

Além desta característica, a Lectra melhorou a experiência do utilizador ao tornar a solução muito configurável. Com a ferramenta Lectra Easy Configure, os utilizadores podem gerir e organizar os dados de acordo com o seu próprio perfil, organização da empresa e estrutura de dados para assegurar o acesso fácil e a toda a hora. Isso, indica a Lectra, «permite que as empresas se tornem mais ágeis, uma vez que os utilizadores podem aceder e analisar os seus dados sempre que precisem, rapidamente e sem problemas técnicos».

Eficiência melhorada

O objetivo desta nova versão é, efetivamente, tornar as operações do dia a dia mais eficientes através de uma interface atualizada com novas funções de pesquisa e notificações e uma vista de portefólio dinâmica e configurável que permite aos utilizadores monitorizar e gerir as coleções com a ajuda de um ecrã de dados dinâmico. Os utilizadores podem receber alertas e informação sobre modelos e materiais, por exemplo, e criar de forma rápida e fácil listas de tarefas.

O Lectra Fashion PLM 4.0 inclui também com um Tech Pack melhorado que permite um melhor controlo sobre a forma como os pacotes tecnológicos são editados, extraídos e partilhados com outros atores na cadeia de aprovisionamento.

«Já estabelecemos o Lectra Fashion PLM 4.0 como a solução PLM a escolher para as empresas de moda na era digital. Entrámos num fantástico mundo novo e desde o seu lançamento, estamos abertos a ouvir os nossos clientes. Ao ouvir o seu feedback e ao fazer esta versão mais conectável e configurável, estamos na verdade a fundir a inteligência humana e a artificial para lhes dar o que eles precisam. E eles, em contrapartida, vão dar aos seus clientes os produtos que eles querem», justifica, em comunicado, Céline Choussy Bedouet, diretora de marketing e comunicação da Lectra. «Essa é a beleza da tecnologia», conclui.

O Lectra Fashion PLM 4.0 foi já elogiado pela WhichPLM (ver PLM da Lectra elogiado), que considerou que a solução tem «um preço adequado, com todas as funcionalidades, tem uma excecional experiência de utilização, que é consistente em todos os módulos, e é vendida e suportada por uma empresa que compreende pormenorizadamente o futuro da indústria».