Início Notícias Tecnologia

Lectra desvenda nova estratégia

A multinacional de origem francesa reviu a sua estratégia para reforçar o posicionamento na era da Indústria 4.0, com a oferta tecnológica a agregar equipamentos mais inteligentes e uma melhor integração entre equipamento, software e serviços aos clientes.

A Lectra anunciou uma nova estratégia pensada para dar mais poder às empresas da moda, vestuário, automóvel e mobiliário para serem bem sucedidas na era da Indústria 4.0.

Ancorada na digitalização de processos industriais, da criação à produção, a Indústria 4.0 está a criar uma nova organização nas empresas, destaca a multinacional em comunicado. Cada vez mais flexíveis e com recursos otimizados, as fábricas estão a impulsionar um novo ciclo de vida digitalizado para os produtos que irão beneficiar os consumidores, acrescenta. Além disso, a produção em massa está a dar cada vez mais espaço à produção customizada a grande escala, assim como ao fornecimento de produtos com qualidade e que rapidamente são colocados no mercado, tal como esperam os consumidores, cada vez mais exigentes e impacientes.

Para enfrentar estas mudanças, refere a Lectra, é essencial uma cadeia de valor digital para fornecer ligações em tempo real entre as equipas criativas e as equipas de desenvolvimento de produto, fábricas inteligentes, fornecedores e consumidores.

«Para responder a estes novos desafios, os nossos clientes podem depender da nossa oferta de software e equipamentos, já compatíveis com os princípios da Indústria 4.0, o nosso profundo conhecimento da Internet das Coisas industrial desde 2007 e o conhecimento das nossas equipas em indústrias específicas», afirma Daniel Harari, CEO da Lectra. «Graças a estes fundamentos fortes, estamos a enriquecer fortemente a nossa oferta, aproveitando as mais recentes tecnologias e integrando as melhores práticas, para reforçar a posição da Lectra como uma visionária da Indústria 4.0», sublinha.

Refletindo a nova estratégia da Lectra está o lançamento da oferta “Software as a Service” (software enquanto serviço), reforçada pelas soluções na cloud, que têm sido desenvolvidas desde 2015. Esta oferta, que capitaliza as análises e exploração de dados, vai traduzir-se em equipamentos ainda mais inteligentes e ligados e uma integração melhor entre equipamento, software e serviços.

Os novos serviços direcionados para a indústria vão reforçar a oferta, permitindo à Lectra melhorar continuamente os processos dos clientes. Para já em fase de testes com clientes, alguns dos quais têm estado envolvidos desde o início da conceção, a nova oferta será comercializada a partir de 2018.

«Dando cada vez mais valor aos nossos clientes, a Lectra vai aumentar a quota de volume de negócios dedicada a I&D para 10% durante o período de 2017 a 2019, representando um aumento de cerca de 50% entre 2016 e 2019. Desta forma podemos apoiar os nossos clientes no seu caminho para a excelência operacional, indispensável se eles querem ser bem sucedidos no contexto da quarta revolução industrial», acredita Daniel Harari.

Novo programa de cadeia de aprovisionamento

Seguindo de perto a tendência da digitalização, a Lectra está a lançar o novo programa de cadeia de aprovisionamento que garante a integridade dos dados nas trocas digitais para reduzir o tempo de desenvolvimento, aumentar a produtividade, melhorar a qualidade e o fit dos produtos e, consequentemente, a satisfação dos consumidores. O programa, aponta a empresa de soluções integradas de tecnologia, assegura uma cadeia de aprovisionamento robusta e conectada, «essencial para os players da moda operarem de forma eficiente no mercado de moda de alta velocidade de hoje, com as novas exigências dos consumidores e a sua necessidade de alimentar rápida e frequentemente o online e as lojas».

Para além de fornecer uma análise profunda dos processos atuais de codesenvolvimento, o programa oferece um plano de ação customizado para reduzir o custo do desenvolvimento de produto, partilhar as melhores práticas da indústria da moda, eliminar atividades que não tenham valor acrescentado e melhorar a qualidade dos produtos e o tempo de concretização.

«Para os contratados e fornecedores, manter-se a par da indústria de moda de alto ritmo acelerou a necessidade mútua para dados digitais ao longo da cadeia de aprovisionamento. Mas a qualidade da troca de dados não evoluiu com o mesmo dinamismo. O programa da Lectra responde a esta falha para apoiar os nossos clientes à medida que eles competem neste mercado rápido», explica, em comunicado, Céline Choussy Bedouet, diretora de marketing e comunicação da Lectra.