Início Destaques

Lectra regressa às compras

Depois de este ano já ter adquirido a Gerber Technology e anunciado a aquisição da Neteven, a multinacional de origem francesa voltou ao mercado, desta feita para a compra de todo o capital e direitos de voto da romena Gemini CAD Systems, num negócio que pode ir até aos 20 milhões de euros.

Gemini CAD Systems na Texprocess 2019 [©Gemini CAD Systems]

Fundada em 2004, a Gemini CAD Systems desenvolve soluções inovadoras na área do desenho assistido por computador (CAD) para pequenas e médias empresas e está presente, através de uma rede de parceiros, em mais de 60 países.

«Estamos muito contentes por acolher as equipas talentosas da Gemini que criaram soluções de software impressionantes que são relevantes para a forma como as empresas de moda desejam trabalhar atualmente», afirma Daniel Harari, presidente do conselho de administração e CEO da Lectra. «O portefólio de produtos da Gemini complementa a oferta de software da Lectra, que já foi reforçada com a recente aquisição da Gerber Technology», acrescenta.

Daniel Harari [©Lectra]
Uma mais-valia para a multinacional de origem francesa, aponta Daniel Harari, que acredita que «juntos, vamos criar sinergias entre as atuais ofertas da Gemini, da Lectra e da Gerber Technology e trazer inovações disruptivas para a indústria da moda.

Esta aquisição, salienta a Lectra em comunicado, «está em linha com a estratégia da Lectra de desenvolver a sua presença no mercado da moda e enriquecer a sua proposta de valor».

Traian Luca [©Gemini CAD Systems]
Do lado da Gemini, o sentimento é igualmente positivo. «Estamos encantados por nos juntarmos à família Lectra. Estamos convencidos que com a forte liderança da Lectra, os seus conhecimentos sem paralelo na indústria da moda e a força das suas equipas, seremos capazes de impulsionar a competitividade dos nossos clientes e ajudá-los a acelerar a sua transformação digital», sustenta Traian Luca, CEO e fundador da Gemini.

A transação contempla, numa primeira fase, a aquisição de 60% da Gemini por um valor de 7,6 milhões de euros. O restante capital e direitos de voto serão adquiridos em duas fases posteriores, em setembro de 2024 e setembro de 2026, sendo que, no total, a aquisição de 100% do capital da Gemini, que está dependente do crescimento do volume de negócios da empresa romena, deverá representar um valor entre os 13 e os 20 milhões de euros.

Aquisições apoiam crescimento

A Lectra tem estado muito ativa no mercado de aquisições nos últimos anos. Além da Gerber Technology, a empresa liderada por Daniel Harari comprou também este ano a Neteven, uma empresa francesa vocacionada para o comércio eletrónico. Em 2019 tinha comprado a Retviews, uma startup belga especialista em análise de dados para marcas de moda, num negócio que deverá ficar definitivamente concluído no próximo ano.

Em 2020, a Lectra registou um volume de negócios de 236 milhões de euros, sendo que os números semestrais de 2021, revelados no final de julho, dão conta de um crescimento de 29% no volume de negócios entre janeiro e junho, para 146,7 milhões de euros. Números que permitiram rever em alta as expectativas em termos de valores para a Lectra para a totalidade do ano, antecipando-se agora um volume de negócios entre 269 e 281 milhões de euros, o que representará um crescimento entre 16% e 21. Tendo em conta a integração da Gerber Technology, a meta é um volume de negócios entre 364 e 390 milhões de euros, ou seja, um crescimento entre 54% e 65% face a 2020.