Início Notícias Têxtil

Lenzing faz liocel com laranja

A produtora austríaca de fibras estabeleceu uma parceria com a empresa italiana Orange Fiber para fabricar a primeira fibra de liocel da marca Tencel com polpa de madeira e casca de laranja. Uma opção sustentável com menor impacto ambiental para a indústria da moda, que estará disponível numa edição limitada.

[©Lenzing]

Segundo a Lenzing, esta Tencel Limited Edition com a utilização de laranja «combina a imaginação, inovação e inspiração de têxteis eco-responsáveis, ao reinventar as fibras da marca Tencel utilizando matérias-primas sustentáveis e não convencionais».

A fibra da Orange Fiber, que já foi usada numa coleção da Salvatore Ferragamo, é obtida a partir da celulose da laranja e pode ser usada sozinha ou em mistura com outras matérias-primas, neste caso liocel. As fibras estão atualmente a ser transformadas numa nova coleção de tecidos que a Orange Fiber irá apresentar no mercado em outubro.

«A introdução da Tencel Limited Edition apoia-se na nossa liderança em processos de produção altamente sustentáveis e estamos orgulhosos por colaborar nesta série de fibras de edição limitada com a Orange Fiber», afirma Gert Kroner, vice-presidente de investigação e desenvolvimento da Lenzing. «Ao fazermos o upcycling de resíduos como as cascas de laranja nos nossos produtos, estamos a dar passos proativos para um futuro mais sustentável e a minimizar o impacto ambiental dos desperdícios», acrescenta.

A empresa austríaca quer, de resto, impulsionar a cooperação com outros atores do mercado para encontrar soluções cada vez mais sustentáveis e disruptivas. «A nossa cooperação com a Orange Fiber mostra o empenho da Lenzing em estabelecer parcerias para a mudança. Estamos entusiasmados por apoiar pioneiros emergentes na indústria para trazer as suas ideias inovadoras para o mercado. Colaborações como esta podem gerar mudanças revolucionárias e a nossa iniciativa Tencel Limited Edition oferece uma oportunidade para empresas de todos os tamanhos juntarem forças com a Lenzing», salienta Gert Kroner.

Solução validada

Do lado da Orange Fiber, Enrica Arena, CEO e uma das fundadoras da empresa italiana, acredita que «este modelo pioneiro de produção pode ajudar a revolucionar a indústria da moda e a empoderar as marcas que estão à procura de cadeias de valor têxteis ecologicamente responsáveis».

[©Lenzing]
Além disso, «com os consumidores a tornarem-se mais conscientes, é imperativo para a indústria evoluir e inovar com matérias-primas sustentáveis para se manter eficiente, competitiva e salvar o nosso planeta para as gerações futuras. Esta sinergia virtuosa representa um passo fundamental no nosso caminho para a produção de tecidos sustentáveis a partir de fontes renováveis, valida industrialmente a nossa patente e permite-nos aumentar a nossa capacidade de produção, ao mesmo tempo que satisfaz as necessidades das marcas de moda», aponta.

As coleções desenvolvidas com a Tencel Limited Edition terão uma comunicação própria onde será explicado o processo de produção e os materiais envolvidos, com o objetivo de encorajar o desenvolvimento colaborativo de soluções inovadoras para dar aos resíduos uma nova vida e promover uma maior transparência na indústria têxtil e vestuário, refere ainda o comunicado da produtora austríaca.