Início Arquivo

Licença para ler

Hello Kitty, Mickey Mouse, Playboy ou Disney são apenas algumas das licenças que geram milhões em todo o mundo. O negócio das licenças tem vindo a ganhar terreno no mercado e são muitas as empresas que já não as dispensam. Nesta edição do Jornal Têxtil, fomos medir o pulso a este vasto mercado e falar com três empresas portuguesas envolvidas no negócio: Bi-Joy, que detém a representação em Portugal da Hello Kitty; Adalberto Estampados, com várias licenças na roupa de cama, incluindo Disney e Noddy; e Lameirinho, com licenças como Ana Salazar Home by Lameirinho ou Agatha Ruiz de la Prada nos têxteis-lar. Também com licença, mas para “construir o futuro” da moda, esteve a última edição do Modtissimo, que contou com mais de 300 expositores e cerca de 4.300 visitantes. O único salão da fileira moda em Portugal voltou a surpreender, com moda, inovação e diversas iniciativas paralelas, desde o seminário sobre os clusters da moda, co-organizado pela ATP à apresentação do programa “Media Smart”, em colaboração com a Anivec/Apiv. E como Novembro é sinónimo de Fórum da Indústria Têxtil, o Jornal Têxtil revela-lhe as novidades desta XI edição, numa entrevista exclusiva com Paulo Vaz, director-geral da ATP, que, além de esmiuçar o tema “Empreendorismo. As oportunidades depois da crise”, divulga em primeira-mão a atribuição de um novo prémio para distinguir as empresas mais inovadoras em Portugal. Quem nunca se cansa de esmiuçar a inovação é a Orfama, que mantém uma forte aposta na eco-fashion e tem conquistado como clientes nomes tão reputados como Jean Paul Gaultier, Versace ou Burberry. António Cunha, sales area manager, revelou ao JT os factores que têm permitido o reconhecimento da qualidade da empresa e o seu sucesso nas passerelles do Portugal Fashion e nas feiras internacionais do sector. E de sucesso na passerelle percebe Felipe Oliveira Baptista. O novo imperador da moda portuguesa conquistou Paris na sua estreia na Semana de Prêt-à-Porter com designs mais comerciais mas com o toque de génio que o caracteriza e desvendou-nos a vontade de produzir e vender em Portugal. As empresas portuguesas estão, de resto, cada vez mais inovadoras, como demonstra o exemplo da Coltec, que mesmo num ano dito de crise, prevê um crescimento na ordem dos 20%, graças à sua aposta contínua na investigação e desenvolvimento de têxteis técnicos, como explicou o seu administrador, Paulo Neves. Inovação e empenho são também palavras de ordem na Iodo Jeans, cujo jovem fundador apostou tudo nos jeans e tem conseguido, em apenas quatro anos, prosperar e aumentar a sua carteira de clientes, com nomes como Tiffosi ou Friday Project. Um exemplo de empreendedorismo nacional, a que se juntam novos projectos como a Wrong Weather, um novo espaço comercial no Porto que reúne moda, acessórios, perfumes e arte, tudo no masculino. Já a empresa Lurdes Sampaio está a investir nas feiras internacionais para crescer além-fronteiras, tendo-se estreado recentemente na Première Vision Paris, integrada numa iniciativa da Associação Selectiva Moda. E como quem fala em Selectiva Moda, fala em internacionalização, conheça nesta edição do JT o programa de acções externas para 2010, que abrange mercados de todo o mundo e toda a fileira moda. A Heimtextil é um dos certames que faz parte desse programa. A feira internacional de têxteis-lar e hotelaria realiza-se a 13 de Janeiro e já apresentou as novidades, entre blogues, tendências e muitos seminários, que poderá ficar a conhecer nesta edição do Jornal Têxtil. E também nesta edição, conheça melhor um dos rostos por detrás do sucesso dos fóruns de tendências nacionais nas feiras internacionais. A designer Helena de Matos fala da sua experiência, da criação dos fóruns de tendências e da sua visão sobre o design nacional e internacional numa entrevista a não perder. E a não perder é também o suplemento especial sobre a próxima Texworld, onde pode ficar a conhecer as ofertas especiais que a Messe Frankfurt preparou para consolidar o seu negócio têxtil no pós-crise (ver Dentro ou fora?). Tudo isto e ainda notícias de tecnologia, mercados, ecologia e muito mais nesta edição de Novembro do Jornal Têxtil. Se ainda não é assinante, pode subscrever aqui e ter licença para ler as últimas novidades da indústria têxtil, do vestuário e da moda.