Início Notícias Têxtil

Líderes químicos fomentam sustentabilidade

Sete das empresas químicas líderes a nível mundial formaram uma aliança que tem como objetivo acelerar a adoção de soluções químicas mais ecológicas na indústria têxtil e do couro.

[©Sourcing Journal]

Os membros da Sustainable Chemistry for the Textile Industry (SCTI) comprometeram-se a investir e a trabalhar em conjunto para avançarem ainda mais no que diz respeito aos conhecimentos químicos e à respetiva aplicação sustentável e segura na indústria, noticia o just-style.

A Archroma, Huntsman, CHT Group, Kyung-In Synthetic Corporation (KISCO), Pulcra Chemicals, Rudolf Group e Tanatex Chemicals são as empresas fundadoras que, durante os últimos anos, têm efetuado avultados investimentos em soluções ecológicas.

Em específico, a SCTI vai ajudar produtores, marcas e retalhistas a atingirem os níveis mais altos de sustentabilidade ambiental ao partilharem os conhecimentos químicos e a aplicação dos mesmos e também ao fornecerem ferramentas bem como a devida formação para que os principais players da indústria possam adotar tecnologias e otimizar processos.

As empresas pertencentes à aliança estão igualmente a desenvolver um padrão de sustentabilidade uniforme a nível global para os produtos químicos que são utilizados nestes sectores, juntamente com uma ferramenta de apoio que abrange todos aspetos relacionados com um determinado artigo, desde os perigos até aos impactos sociais, ecológicos e ambientais.

Com os progressos que a SCTI pretende fazer, será possível, já que a meta final se resume em ajudar a indústria a produzir têxteis e couro mais sustentáveis para os consumidores, dispor de cadeias de aprovisionamento mais limpas e transparentes, sem utilizar tantos recursos hídricos e energéticos e, ao mesmo tempo, reduzir o as emissões e, consequentemente, os níveis de poluição.

[©WBCSD]
«À medida que a indústria têxtil e a indústria de couro, a nível global, se esforçam para se tornar mais sustentáveis, as soluções químicas têm um papel cada vez mais decisivo a desempenhar. A química sustentável permite que produtores, marcas e retalhistas possam proteger melhor o bem-estar dos trabalhadores das fábricas, das comunidades locais, do meio ambiente e, por último, dos consumidores», explica Rohit Aggarwal, presidente da SCTI e diretor da Huntsman Textile Effects. «Apesar das melhorias significativas serem possíveis, nenhuma empresa pode, contudo, alcançar a mudança para a sustentabilidade sozinha. Esta é a dinâmica da SCTI», afirma.