Início Notícias Têxtil

Loulé e o ofício têxtil

“Os ofícios do têxtil e do vestuário em Loulé na Idade Média” é o nome da conferência presidida por Joana Sequeira, investigadora auxiliar do Lab2PT da Universidade do Minho, que decorre no Arquivo Municipal de Loulé, dia 30 de abril, pelas 15 horas.

[©Unplash/Jean Vella]

Com o crescimento urbano registado durante a Idade Média, o mundo do trabalho industrial tornou-se cada vez mais especializado. Nos séculos XIV e XV, multiplicaram-se as referências a tecelões, tecedeiras e alfaiates – mesteirais que se dedicavam à produção de tecidos e de vestuário e que, assim, prestavam um importante serviço à comunidade, libertando-a deste tipo de tarefas que durante muitos séculos se tinham realizado sobretudo no âmbito doméstico.

Loulé não era uma exceção e, entre os seus habitantes, contavam-se vários homens e mulheres que trabalhavam nos setores têxtil e de vestuário, sendo responsáveis por vestir as gentes e as casas da vila.

[©Unplash/Elio Santos]
«Nesta apresentação, vamos ao encontro desses mesteirais, procurando perceber quem eram, que tipo de produtos fabricavam e “com que linhas se cosiam”, isto é, como é que as suas atividades profissionais eram regulamentadas e fiscalizadas», dá nota a Câmara Municipal de Loulé em comunicado.

Joana Sequeira é doutorada em História e tem publicado estudos sobre a produção, o comércio e o consumo têxteis em Portugal na Idade Média. Atualmente, é investigadora auxiliar do Lab2PT, na Universidade do Minho, e é investigadora corresponsável do projeto Medcrafts – Regulamentação dos mesteres em Portugal nos finais da Idade Média.

Este evento faz parte da rubrica “Loulé na linha do tempo” e é de entrada livre.