Início Arquivo

Luxo em quatro patas

Gosta de jogar às escondidas na banheira, de jantar comida mergulhada em molho, deixar cair os lápis da secretária para o chão. Não gosta de ópera, sprays para a casa e de aviões a levantar. Os gostos e ódios de estimação de Choupette, a gata mais famosa da moda, que vive com o designer da Chanel, Karl Lagerfeld, estão agora expostos no livro “Choupette – a vida encantada de um gato na moda”. Com fotografias de Lagerfeld, o livro de 123 páginas e capa dura é uma homenagem à gata birmanesa branca de três anos e com olhos azuis que tem a vida que qualquer supermodelo invejaria. Desde a mala feita à medida da Louis Vuitton às três tijelas em prata onde come – come à mesa, nunca no chão –, Choupette leva uma vida encantada. A atender a cada capricho da gata há duas “assistentes” e um guarda-costas. Nos voos no jato privado de Lagerfeld para Roma, Monte Carlo ou Nova Iorque, a gata visita o cockpit. Posa com top models e celebra o aniversário com um cocktail de camarão fresco. O livro mostra Choupette a fazer coisas que qualquer gato normal faz: aconchegar-se numa caixa ou no lavatório, a brincar com um boneco, a esconder-se num saco de compras. Ao lado destas há imagens dela a brincar com o seu próprio iPad. A gata também envia tweets, ou pelo menos tem alguém que envia os tweets por ela. A primeira mensagem na conta do Twitter @ChoupettesDiary há dois anos dizia que «tudo, desde os meus bigodes aos meus miados, é uma fonte de inspiração». Atualmente tem mais de 41 mil seguidores. Em várias sessões fotográficas captadas no livro, publicado pela Flammarion, Choupette é vista no pescoço da modelo Laetitia Casta, com a Torre Eiffel como cenário de fundo, ou nos braços de Linda Evangelista. O livro também inclui receitas para agradar ao palato dos gatos imaginadas por chefs dos restaurantes mais prestigiados de Paris. A “The Cafe de Flore’s (Destructured) Choupette Club”, batizada como o famoso café da margem esquerda do Sena, que é um dos favoritos de Lagerfeld, inclui galinha aos cubos, ovo, pão, bacon e maionese. Outra mistura caranguejo do Alasca, salmão fumado e caviar – que o veterinário de Choupette sublinha ter de ser dada com moderação já que o sal pode elevar a tensão arterial nos gatos. Depois há o menu de todos os dias – dois tipos de comida seca e comida húmida de galinha, peru ou peixe. Gostos simples que, sem dúvida, valorizam a gata para Lagerfeld, o homem que, famosamente, afirmou: «Tenho muito os pés na terra. Só não é nesta terra».